O técnico Marcelo Oliveira lamentou o empate do Cruzeiro por 1 a 1 com a Caldense, no último domingo, no Mineirão, pela segunda rodada do Campeonato Mineiro, reconhecendo que a equipe teve atuação ruim. Para ele, faltou mais criatividade na articulação das jogadas e movimentação no setor ofensivo.

“Não foi bom o resultado. O torcedor esperava bastante do time, pelo menos uma vitória. E nós também, que trabalhamos a semana toda, esperávamos ganhar. Achei que faltou muita coisa ao Cruzeiro hoje, principalmente mobilidade e alternativas técnicas para sair da marcação do adversário”, afirmou.

O treinador cruzeirense destacou que as mudanças no elenco para a temporada 2015, com a saída de vários titulares, como Ricardo Goulart, Egídio, Marcelo Moreno, Lucas Silva e Everton Ribeiro, está afetando o desempenho da equipe no início do Campeonato Mineiro.

“A gente tem que ir ajustando e é assim com todo técnico e toda equipe que teve uma transformação substancial como teve o Cruzeiro. Cabe a nós, no dia a dia, melhorar, ajustar. É um processo e com muito trabalho e comprometimento a gente acredita que possa fortalecer e encontrar o bom caminho no Cruzeiro”, declarou.

Assim, Marcelo ressaltou a necessidade de encontrar logo o time ideal do Cruzeiro para repeti-lo numa sequência de jogos em busca do maior entrosamento. “A gente precisa criar essa estrutura e manter o time, saber qual é o time titular e mantê-lo para a gente buscar essa melhoria através do entrosamento”, disse.

Com quatro pontos, o Cruzeiro está na terceira colocação no Campeonato Mineiro. O time volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, quando vai enfrentar o Guarani, na Arena do Calçado, em Nova Serrana, pela terceira rodada.