O técnico Mano Menezes reiterou nesta segunda-feira que utilizará os primeiros jogos da temporada, como o amistoso contra a Bósnia, na terça, para testar a formação ideal para os Jogos Olímpicos de Londres, em julho.

Para o treinador, o foco na Olimpíada não atrapalhará a preparação da equipe para a Copa do Mundo de 2014. “A seleção que vai disputar a Olimpíada vai ser formada por um número bastante grande de jogadores que vai estar na Copa do Mundo de 2014. Por isso é uma parte importante da programação”, disse ele, sem ignorar a pressão.

“Tenho ouvido que a Olimpíada pode significar um desgaste para o técnico. Mas decidi encarar essa responsabilidade, porque acho que é uma parte importante da preparação para 2014. Uma é a sequência da outra”, justificou o técnico, que poderá acrescentar à equipe olímpica até três jogadores com mais de 23 anos. “Temos três vagas, vamos aproveitá-las. É bem provável que os três jogadores que estarão na Olimpíada estejam aqui”.

Um dos principais cotados para ocupar uma das três vagas acima de 23 anos, Ronaldinho Gaúcho reiterou seu desejo de jogar em Londres. “É uma grande competição. Claro que estou motivado para chegar lá”, garantiu o ex-melhor do mundo, atualmente com 31 anos e veterano de duas Olimpíadas, em 2000 e 2008. “Vou fazer a minha parte para participar”.

Enquanto Mano enfrenta a pressão, por se dividir entre Olimpíada e Copa do Mundo, Neymar diz não se preocupar com as cobranças por resultados. “Pressão eu acho que não (tem), porque o Mano nos deixa à vontade. Os jogadores mais experientes conversam bastante para que a gente se sinta mais à vontade”, comentou.