Reuniu pouco mais de trinta pessoas a manifestação convocada pelo comitê ‘Copa Pra Quem’ para protestar contra os gastos da Copa, na tarde deste domingo, em Sorocaba. O pequeno número de manifestantes contrastou com o forte aparato de segurança montado para receber a seleção japonesa que chegava ao estádio municipal para um treino aberto, o primeiro da equipe no País.

Policiais militares da tropa de choque, cavalaria, homens do Exército e agentes da Polícia Federal fizeram um cordão de isolamento na frente do estádio, isolando os manifestantes dos torcedores.

Cerca de mil pessoas foram ao estádio recepcionar os japoneses. Um helicóptero da Polícia Militar acompanhou o deslocamento dos ônibus da delegação, que está hospedada em Itu, cidade vizinha. De acordo com o porta-voz dos manifestantes, Igor Tanaka, a manifestação não tinha como alvo a seleção japonesa, mas os gastos do governo com a Copa. “Sou neto de japoneses e desejo sorte à seleção, mas a Copa não atende aos interesses da sociedade brasileira”, disse.