O navegador Flávio Bisi, comemorou demais ao passar com o piloto Guido Salvini e o copiloto Fernando Chwaigert pela rampa de chegada no Centro de Eventos, de Fortaleza, CE. O trio venceu entre os caminhões pesados com o tempo total de 39h15min50.

O 20.º Rally dos Sertões largou no último dia 19 de São Luís, MA. Foram percorridos 4.480 quilômetros, com 2.346 de trechos cronometrados. Maranhão, Tocantins, Piauí, Pernambuco e Ceará fizeram parte desta rota que passou por lugares inóspitos, apresentando o interior do Brasil e sua diversidade, com lições que enriquecem a vida.

Caminhões leves

Após percorrer 4.840 quilômetros, sendo 2.346 em trechos cronometrados, desde a largada em São Luís, no dia 18, até a chegadaa Fortaleza, foram muitos os desafios para a equipe Ford Autoliner. Amable Barrasa/César Botas/Raphael Bettoni, foram os primeiros entre os caminhões a completar a última especial da edição 20 anos do Rally dos Sertões, em 1h37min50. O trio Rafael Martinez Conde/José Papacena Neto/Leandro Oliveira também completou a última etapa. O resultado desta décima especial colocou a Ford Autoliner no pódio com o segundo lugar entre os Leves.

Carros

O sertão virou mar na décima e última etapa do Rally dos Sertões 2012, na especial entre Iguatu e Fortaleza, no Ceará.

Dez vezes campeão do Rally Dakar, o francês Stéphane Peterhansel conquistou um dos poucos títulos que restavam para a sua carreira multicampeã no cross country.

O piloto e seu navegador, Jean-Paul Cottret, venceram a 20.ª edição do Sertões a bordo do MINI ALL4 Racing. A dupla francesa adotou a cautela no último trecho cronometrado da competição e encerrou a 10.ª etapa em quarto lugar.

A vitória no dia ficou com a dupla brasileira formada pelo cearense Riamburgo Ximenes e pelo navegador potiguar Flavio França, companheiros dos franceses no X-Raid Team, pilotando um BMW X3. Eles completaram a especial de 103 quilômetros em 1h15min40s, superando os campeões do Sertões 2011, Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, que garantiram o vice-campeonato deste ano com o Mitsubishi Lancer.

Motos

Vencedor de cinco em dez etapas do Rally dos Sertões, maior rali do mundo disputado em um único país, Felipe Zanol só precisou completar a última especial, disputada entre as cidades cearenses de Iguatu e Fortaleza, para sagrar-se campeão da 20.ª edição da competição. O piloto mineiro, que nas duas últimas edições foi vice-campeão do Sertões, dominou todo o rali e em nenhum momento perdeu a liderança.

O piloto da Honda terminou o trecho cronometrado da última etapa, que teve 103 quilômetros, na terceira posição, com o tempo de 1h20min36s.