O técnico Vanderlei Luxemburgo admitiu que o Grêmio teve uma atuação ruim na derrota por 1 a 0 para o Pelotas, no último domingo, fora de casa, pelo Campeonato Gaúcho, mas minimizou o peso do revés ao dizer que o desempenho exibido pelos jogadores gremistas não reflete o atual momento vivido pelo time.

O comandante viu certa acomodação da equipe, que já havia garantido classificação por antecipação às quartas de final do segundo turno da competição estadual, mas acredita que o processo de evolução do Grêmio continua. “As surpresas acontecem, mas acho a derrota se deu em função de o Grêmio não ter tido uma atuação convincente. Não jogamos bem e não existe equipe imbatível. Entramos muito leves no jogo, muito tranquilos, e sabíamos que o Pelotas estaria jogando hoje para chegar aos nove pontos (no Grupo 1 do segundo turno), buscando um crescimento”, ressaltou.

Em seguida, o treinador destacou que o Grêmio deverá exibir uma outra postura na próxima quarta-feira, quando enfrentará o Ipatinga, no Olímpico, pela Copa do Brasil. “Essa não é a realidade nossa, pois a equipe está bem. Hoje (domingo) não fomos bem. Desde que cheguei aqui nós estamos em um crescimento, mas você não consegue manter essa regularidade o tempo todinho. E hoje foi um jogo em que poderíamos perder, pois já estamos classificados. E quarta-feira é outra história, outro compromisso, outra realidade”, enfatizou.

Ao mesmo tempo, porém, Luxemburgo fez um alerta para combater qualquer acomodação dos jogadores gremistas nas próximas partidas ao comentar a atuação ruim da equipe diante do Pelotas. “Faltou um pouquinho mais de esmero, um pouco mais de capricho na última bola. Coloquei o Edilson, que bate bem na bola, porque vi que a equipe estava muito mal tecnicamente. Foi uma atuação ruim, mas essa não é a nossa realidade. Não jogamos como equipe que quer ganhar campeonato, pra ganhar tem que ser contundente. Tem que ‘matar um leão por dia e correr de dois’… Se acharmos que (a atual situação) está ideal, não vamos chegar a lugar nenhum”, avisou.