O carnaval é época de festa em qualquer canto do Brasil. No Rio de Janeiro ainda mais. No Flamengo, porém, a folia virou motivo de problemas. Nada relacionado aos desfiles, blocos, ou à folia comandada por Ronaldinho Gaúcho. A reclamação de Vanderlei Luxemburgo é quanto a ter que jogar já na quinta-feira.

“É uma coisa complicada essa história de jogar no carnaval. Vi a tabela e tem semana livre na frente. Não tem jogo ali. Poderiam ter colocado estes jogos ali. Acho fora de sintonia esse jogo agora. Além disso, se perdermos hoje (nesta quinta), ou no domingo, vão dizer que foi por causa do carnaval. Acabam pegando no pé do jogador. Às vezes não é nem isso que acontece, e o resultado é por circunstâncias do jogo. Mas é o que acaba se falando”, opinou Luxemburgo.

O Flamengo volta a campo nesta quinta-feira, às 19h30, para enfrentar o Bangu no Engenhão, pela segunda rodada da Taça Rio. No domingo, no mesmo local, enfrenta o Fluminense no clássico do final de semana.

O volante Maldonado, porém, garante que a folia carnavalesca não interfere dentro de campo. “Acho que não vai atrapalhar. Sabíamos desde antes que teria esse jogo, seguimos treinando, então acho que não tem problema. Sabíamos que poderíamos curtir, mas depois tinha que trabalhar”, disse o volante, que, ainda assim, preferia não jogar logo em seguida.

“Acho ruim (jogar no Carnaval). É uma coisa que está na cultura do brasileiro. No Chile, não tem esse problema, pois não se para por causa do carnaval. É uma tradição forte para o brasileiro e devia ser melhor pensada no calendário”, afirmou.