Reanimado pela vitória por 1 a 0 contra o Sport, no Recife, na quarta-feira, o Santos projeta uma arrancada rumo à conquista da vaga para Libertadores nas dez rodadas finais do Campeonato Brasileiro, apesar de o time ainda não estar na disputa direta pelas quatro primeiras posições. Para alcançar o objetivo, o técnico Vanderlei Luxemburgo manteve a decisão de isolar o time num hotel de Atibaia.

Sua intenção é manter os jogadores unidos, sob a sua vigilância e longe da pressão que vinham sofrendo em Santos. A delegação voltou da capital pernambucana na tarde deste quinta-feira, seguindo direto do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, para Atibaia. Até o retorno a Santos, após o jogo contra o Vitória, segunda-feira, no Pacaembu, serão oito dias longe de casa.

Dos jogadores que ficaram em Santos enquanto o time foi até Recife, apenas o atacante Madson (cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo) e o volante Emerson (poupado dos últimos treinos e dos jogos diante do Palmeiras e do Sport) viajaram para Atibaia para se juntar ao grupo. O lateral-esquerdo Léo voltou a sentir dores no músculo anterior da coxa esquerda e vai continuar fazendo tratamento.