O Santos teve ontem um dia complicado, em sua preparação para tentar acabar com a pose do São Paulo, amanhã, no Morumbi. O goleiro Roger, que finalmente vinha sendo titular após dois anos no clube, simplesmente rescindiu contrato e se mandou para o Botafogo. E o técnico Vanderlei Luxemburgo teve vários ataques de nervos durante o treino da tarde.

Luxemburgo estava visivelmente irritado. Primeiro, jogou o celular de um auxiliar no chão após atender uma ligação; depois, discutiu asperamente com Petkovic; por fim, saiu de campo batendo boca com um dos assessores de imprensa.

O motivo da irritação do técnico deve ter sido a sua tentativa frustrada de impedir o retorno de Nilmar ao Internacional – para isso, contava com suporte financeiro de importante empresário do ramo de supermercados. Luxemburgo almoçou com o empresário num restaurante dos jardins, em São Paulo, ontem, e tentou convencê-lo a comprar 50% dos direitos federativos do atacante e emprestar o jogador ao Santos até o meio do próximo ano. Não conseguiu e sua irritação, com certeza, tem relação com o destino do ex-corintiano.

Depois de parar o treino inúmeras vezes para corrigir a colocação dos jogadores em campo, Luxemburgo explodiu quando Petkovic perdeu a bola para o zagueiro reserva Leonardo e desistiu do lance. ‘Você está aqui para treinar… Se não está a fim de correr, pode pegar o seu carro e ir embora, senão vai acabar sobrando para mim”, gritou o técnico, quer armou o time para marcar o São Paulo no campo inteiro, tentando o gol em cobranças de faltas, com Pedrinho e Pet, de acordo com o lado, e de escanteios.

Contra o São Paulo, Luxemburgo colocará Fábio Costa, a quem barrou recentemente, novamente no gol. Ele já tinha essa intenção e a saída de Roger, de 35 anos e que jogou apenas 10 vezes com a camisa do Santos, torna ainda mais confortável sua decisão.

Outro que recuperou o lugar no time é Marcos Aurélio, que ontem treinou entre os titulares. Rodrigo Souto, recuperado de uma pancada nas costelas, participou normalmente do treinamento.

Maldonado, que já retornou da Seleção Chilena, só correu em volta dos campos do CT ontem, e Kléber, autor do primeiro gol da seleção brasileira nos 3 a 1 contra o México, quarta-feira, nos Estados Unidos, se reapresenta hoje cedo.