Com um gol de Luis Fabiano, o São Paulo venceu o Bahia por 1 a 0 neste domingo, no Estádio do Morumbi, e se redimiu da derrota para o Botafogo na estreia do Campeonato Brasileiro. Com os três pontos conquistados, o time paulista subiu na tabela e ganhou novo ânimo após ter sido superado por 4 a 2 pela equipe carioca em sua estreia. Já o time baiano soma apenas um ponto após duas rodadas.

Mas o jogo não foi fácil. Apesar de ter maior posse de bola, a equipe do técnico Leão sofreu com a marcação do clube baiano, principalmente no primeiro tempo. A etapa inicial foi morna, sem grandes chances de gol. O São Paulo tentava avançar pelo meio, mas era desarmado pelo Bahia. Além disso, a equipe paulista não contou com Lucas, Casemiro e Bruno Uvini, convocados para a seleção brasileira, e teve 13 desfalques ao total. “Precisamos ter um elenco grande e qualificado”, afirmou Luis Fabiano.

Na segunda etapa, o jogo ficou mais movimentado, com ambas as equipes ameaçando mais. Aos 12 minutos do segundo tempo, Piris cruzou a bola na área. Osvaldo bateu forte, mas o goleiro Marcelo Lomba espalmou. No rebote, Luis Fabiano conseguiu mandar a bola para as redes.

O São Paulo se animou após o gol, criou várias chances, mas não conseguiu aumentar o placar. Nos minutos finais, o Bahia também teve grandes chances. Lulinha chegou a dar uma bela bicicleta na área adversário, mas o chute passou por cima do gol.

O JOGO – O São Paulo dominou a etapa inicial do jogo. Apesar de ter mais posse de bola, o time paulista tentou avançar pelo meio e esbarrou na marcação da equipe baiana, o que deixou o jogo truncado, sem grandes chances de gols. Os poucos lances perigosos surgiram de chutes de fora da área.

A primeira grande oportunidade do São Paulo só saiu aos 14 minutos. O atacante Luís Fabiano recebeu passe de Rafinha e, de fora da área, chutou muito perto do canto direito do gol adversário. Logo na sequência, aos 16, Maicon, também de fora da área, bateu no ângulo esquerdo do gol de Marcelo Lomba, que espalmou a bola para escanteio.

O Bahia teve suas oportunidades nas jogadas de contra-ataque. Aos 35 minutos, Lulinha avançou com a bola e, sem ninguém para apertar na marcação, chutou rasteiro no canto direito, para a defesa de Dênis, que cedeu o escanteio.

A equipe paulista foi para os vestiários com dois cartões amarelos. Aos 30 minutos, Luis Fabiano caiu na área pedindo pênalti, reclamou do juiz e levou a punição. Já aos 38 minutos, Denílson fez dura falta em Fahel na ponta esquerda e também recebeu o amarelo.

Na volta para a segunda etapa, o São Paulo substituiu Rafinha por Osvaldo e Fernandinho por Maicon. E ambas as equipes se movimentaram mais no tempo final. Logo aos 4 minutos, Junior foi lançado por Gerley, dominou a bola dentro da área e bateu para a defesa de Dênis. No minuto seguinte, Fernandinho fez uma boa jogada individual, conseguiu abrir espaço e chutou rasteiro, nas pernas de Titi, que evitou o gol.

Após muita pressão, o São Paulo finalmente conseguiu balançar as redes. Aos 12 minutos, Piris cruzou a bola na área. Osvaldo recebeu e chutou forte para a defesa de Marcelo Lomba, que espalmou. No rebote, Luis Fabiano marcou o gol.

Logo na sequência, o Bahia mexeu na equipe. Aos 19 minutos, Rafael substituiu Júnior. Já aos 24 minutos, Magno cedeu lugar a Ciro.

O São Paulo se animou depois do gol e partiu para cima do Bahia. Aos 26 minutos, Jadson cobrou uma falta na ponta direita. A bola desviou na trave e Luis Fabiano cabeceou com perigo por cima do gol. Três minutos depois, em outra cobrança de falta, Jadson chutou forte e bem colocado no canto esquerdo de Marcelo Lomba, que fae boa defesa e espalma para escanteio.

Aos 31 minutos, Jadson levantou a bola na área, mas Édson Silva estava em posição irregular, e o impedimento foi marcado. Osvaldo chegou a mandar a bola para o fundo do gol, mas o lance já não valia mais. Aos 34, Piris sentiu dores na perna esquerda, caiu no gramado e foi substituído por Rodrigo Caio.

Nos momentos finais, o Bahia começou a avançar mais. Aos 43 minutos, dentro da área, Lulinha dominou a bola no peito e arriscou uma bicicleta. No entanto, o chute passou por cima do travessão. Aos 45 minutos, Fahel chutou forte de fora da área, mas Dênis fez boa defesa e espalmou para escanteio. No contra-ataque são-paulino, Jadson tocou para Osvaldo, que se desviou de Marcelo Lomba, mas o chute foi na trave.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 x 0 BAHIA

SÃO PAULO – Dênis; Piris (Rodrigo Caio), Paulo Miranda, Édson Silva e Cortez; Denílson, Maicon (Fernandinho), Cícero, Jadson e Rafinha (Osvaldo); Luis Fabiano. Técnico: Leão.

BAHIA – Marcelo Lomba; Fabinho, Rafael Donato, Titi e Hélder (Gerley); Diones, Fahel, Magno (Ciro) e Zé Roberto; Lulinha e Junior (Rafael). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

GOLS – Luis Fabiano, aos 12 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Luis Fabiano, Denílson.

ÁRBITRO – Wagner Reway (MT).

RENDA – R$ 261.996,00.

PÚBLICO – 9.729 pagantes (10.305 ao total).

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).