A noite desta sexta-feira (24) foi daquelas que o Londrina vai querer esquecer. Jogando na Ilha do Retiro, o Tubarão viveu de tudo em campo. Chegou a estar perdendo por 2×0, conseguiu reagir rapidamente e empatar em 2×2, mas não conteve um Hernane Brocador inspirado, que marcou três vezes e decretou a derrota do Alviceleste por 3×2.

O resultado acabou com a invencibilidade do time londrinense, que não só perdeu a liderança da Série B, como ainda corre o risco de sair do G4, dependendo da sequência da quinta rodada. O próximo compromisso será contra o Vila Nova, no sábado (1º), às 16h30, no Serra Dourada.

+ Confira a classificação completa da Série B

O Londrina começou o jogo completamente acuado, praticamente sem tocar na bola. Desde os primeiros segundos o Sport se impôs e foi com tudo pra cima. Porém, o domínio pouco se reverteu em ameaças. Apesar de rondar a área o tempo todo, o time pernambucano só teve um chute ao gol.

Aos quatro minutos, Charles pegou sobra e de longe chutou no canto, mas Matheus Albino fez grande defesa. De resto, várias tentativas, na maioria das vezes passando pelos pés de Guilherme, mas todas passando longe da meta, ou parando na marcação do Tubarão, que só conseguiu respirar depois dos 15 minutos.

A partir daí, o duelo ficou truncado no meio-campo. Os donos da casa tentavam atacar em velocidade e pressionando nos desarmes, enquanto o Alviceleste jogava mas cadenciado, explorando mais os lados do campo, que era por onde tinha um mínimo de espaço.

Só que, de tanto insistir, o Sport abriu o placar aos 30. Depois de sempre cair pela esquerda, desta vez Guilherme partiu pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou por dois jogadores do Londrina e Hernane surgiu na área para empurrar para as redes.

Na tentativa de reverter a situação, o Londrina voltou com o seu ataque alterado para o segundo tempo, com as entradas de Paulinho Moccelin e Uelber nos lugares de Marcelinho e Alisson Safira. A troca até que melhorou o ataque da equipe. Tanto que aos sete, enfim Mailson teve um certo trabalho. Após troca de passes, Anderson Oliveira tocou para Uelber, que chutou fraco, para a defesa do goleiro.

+ Saiba tudo sobre o futebol paranaense

Mas foi apenas uma amostra. O Tubarão voltou melhor como um todo, tendo mais posse de bola e se mantendo no ataque, explorando a velocidade de Paulinho Moccelin, que deu outra cara à equipe.

Porém, o Sport, quando encaixou o ataque, foi fatal. Aos 12, Ezequiel recebeu sozinho pela direita e cruzou na medida para Hernane, que mais uma vez surgiu por trás da defesa e, de peito, marcou o segundo gol dele e do time pernambucano.

Parecia que ali o jogo estava definido. Só que o 2×0 fez o Alviceleste acordar e reagir rapidamente, mudando o que era uma derrota certa para uma reação imediata. Três minutos depois do gol sofrido, aos 15, Higor Leite cobrou falta cruzada na área e Augusto subiu mais que todo mundo para descontar o marcador e dar outro ânimo para o confronto.

Na sequência, o Leão saiu jogando errado com João Igor no campo de defesa, Higor Leite roubou a bola e tocou para Uelber, que na disputa dentro da área foi derrubado por Sander. O árbitro assinalou pênalti, que Germano bateu bem, sem chances de defesa para Mailson, deixando tudo igual.

Era a chance do Tubarão crescer e buscar a virada, diante de um adversário que sentiu o baque e via sua torcida já perder a paciência. Mas o time não aproveitou e, em mais um vacilo da marcação, viu Hernane marcar o terceiro dele e do Sport. Aos 29, Hyuri, que havia acabado de entrar, pegou sobra pela esquerda e tocou no meio da área para o Brocador, que, sozinho e com o gol aberto, chutou para o gol, recolocando os pernambucanos em vantagem.

O gol animou o rubro-negro, que foi pra cima e esteve perto do quarto gol, enquanto o Alviceleste pouco ameaçou, embora tenha levado perigo em alguns momentos, mas que não foram o suficiente pra impedir a primeira derrota do time nesta segunda divisão.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B
1º Turno – 5ª Rodada

SPORT 3×2 LONDRINA

Sport
Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adrielson e Sander; Charles, João Igor (Hyuri) e Sammir (Leandrinho); Guilherme, Ezequiel (Yago) e Hernane.
Técnico: Guto Ferreira

Londrina
Matheus Albino; Rai Ramos, Augusto, Marcondes e Felipe Vieira; Rômulo, Germano e Higor Leite (Arthur Caculé); Anderson Oliveira, Marcelinho (Paulinho Moccelin) e Alisson Safira (Uelber).
Técnico: Alemão

Local: Ilha do Retiro (Recife-PE)
Árbitro: Wagner Reway (FIFA-PB)
Assistentes: Oberto da Silva Santos (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB)
Gols: Hernane, 30 do 1º; Hernane, 12, Augusto, 15, Germano 18, Hernane, 29 do 2º
Público pagante: 12.028
Renda: R$ 185.036

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!