Wellington faz teste hoje
para saber se joga domingo.

O técnico Paulo Campos decidiu apostar na dupla de zaga que obteve o melhor rendimento fora de casa. No jogo de domingo – às 16h, no Brinco de Ouro -, frente ao Guarani, Fernando Lombardi volta a atuar ao lado de Nelinho, como ocorrera no empate por 2×2 contra o São Paulo. O time do Paraná Clube, porém, ainda apresenta indefinições no meio-de-campo e no ataque. Dificilmente os volantes titulares serão liberados pelo departamento médico, o que fez a comissão técnica direcionar o treino tático de ontem à marcação no meio-de-campo.

O zagueiro Carlinhos pela primeira vez deve ficar no banco de reservas. “Nos últimos jogos, sempre perdi um dos zagueiros por conta dos cartões amarelos. Os três estão no mesmo nível e por isso não é fácil fazer a escolha”, explicou Paulo Campos. Além de Carlinhos, Lombardi e Nelinho, ele conta ainda com Gélson Baresi. “O Gélson possui muita qualidade técnica, só que está um pouco abaixo dos demais no quesito ritmo de jogo. Com o tempo, ainda mais após a paralisação do campeonato, ele também entra nessa briga”, disse o técnico. Para ele a defesa se recuperou das oscilações iniciais, que resultaram nas goleadas para Vitória e Juventude.

Axel já está vetado pelo departamento médico e Beto pode seguir o mesmo caminho. Os volantes ainda não treinaram com bola esta semana e no coletivo de ontem, Nilson e Goiano formaram o setor. Beto já vinha reclamando de cansaço muscular antes do jogo frente à Ponte Preta, mas atuou sem problemas. Só que o gramado “pesado” provocou um aumento na intensidade das dores. “Vamos reavaliá-lo antes do apronto desta sexta-feira”, disse o médico Rafael Kleinschmidt, sem aprofundar a análise sobre a condição do atleta.

No ataque, a dúvida é Wel-lington Paulista. As dores musculares, ao que tudo indica, eram apenas reflexo do desgaste da última partida. Como não houve lesão, a tendência é que ele volte aos treinos hoje e, assim, seja confirmado no ataque. No tático de ontem, Adriano formou o setor ofensivo com Galvão, que volta ao time. O artilheiro está utilizando uma proteção na perna esquerda, pois ainda não retirou os quatro pontos, resultado de um choque com a trave na semana passada. “O importante é que temos opções e até amanhã o time estará definido”, resumiu Paulo Campos.