Após dois vice-campeonatos em 2009, o francês Michael Llodra finalmente levantou um troféu em seu país. Neste domingo, ele derrotou o compatriota Julien Benneteau por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, e faturou o Torneio de Marselha.

Llodra, número 79 do ranking, chegou ao seu quarto título na carreira. Ele não vencia desde a conquista do Torneio de Roterdã, no início de 2008, sobre o sueco Robin Soderling. No ano passado, também chegou à decisão em Lyon, mas foi derrotado pelo croata Ivan Ljubicic.

Na final deste domingo, Llodra foi melhor desde o início da partida. Sacou melhor que Benneteau e não teve o serviço ameaçado em nenhum momento – o rival perdeu o saque em duas oportunidades. Ao todo, disparou 14 aces e apresentou um aproveitamento de 85% dos pontos quando jogou com o primeiro saque.

“As condições de jogo em Marselha estavam ótimas para o meu jogo. Saquei muito bem e estava sólido durante toda a partida”, analisou o campeão. “É inacreditável que eu finalmente venci uma final na França. Adorei esta semana e foi ótimo ter os meus filhos aqui me assistindo”, comemorou Llodra.

Ao final da decisão, ele recebeu os elogios do amigo Benneteau, com quem jogará a decisão de duplas ainda neste domingo. “Hoje Mika jogou muito bem. Você precisa jogar de forma excepcional para batê-lo. Ele sacou muito bem, usou diferentes ângulos e velocidades. Foi muito complicado”, constatou o vice-campeão.

Benneteau, 39.º do mundo, foi o responsável pela eliminação dos favoritos Gael Monfils e Jo-Wilfried Tsonga nas duas últimas rodadas. “Eu estava um pouco cansado mentalmente por causa das duas difíceis partidas anteriores”, justificou.