O atacante Liédson vai se apresentar na
Gávea amanhã para acertar os últimos detalhes.

A falha de comunicação está provocando uma grande confusão em torno do atacante Liédson. A despeito da diretoria do Coritiba garantir não saber de nada, o gerente de futebol do Prudentópolis, Seir Joaquim, assegura que amanhã estará no Rio de Janeiro para acertar os últimos detalhes do empréstimo do alteta ao Flamengo.”A proposta do Flamengo é muito interessante e também será benéfica ao Coritiba, que terá direito a 30% do valor do empréstimo”, diz o dirigente, que alega que o Alviverde só não está a par da negociação porque não está mantendo contato com o Prudentópolis. “Estamos esperando eles nos ligarem para passarmos os detalhes”.

Ño lado alviverde, o secretário do conselho administrativo do clube, Domingos Moro, prefere manter-se polido. “Não queremos entrar em polêmica e vamos esperar um contato do João Ituarte (presidente do Prude) para definir a situação. Queremos ficar com o Liédson e um negócio envolvendo o atleta só pode acontecer com a nossa concordância”, diz Moro, visivelmente incomodado pelo fato da informação ter vazado à imprensa antes de chegar aos ouvidos da diretoria coxa-branca.

O atacante Liédson já foi comunicado da batida do martelo com o Flamengo e confirmou que estará amanhã no Rio de Janeiro. “Amanhã (hoje) treino normalmente e na terça, pelo que me foi dito, viajo para o Rio”, disse o jogador. A afirmação do jogador causou estranheza a Moro, que frisou a questão contratual do atleta para garantir que ele não pode viajar sem o consentimento alviverde. “Ele tem contrato conosco até o dia 15 de agosto e temos prioridade na renovação. Se ele partir sem um acerto, será constituída quebra de contrato”, concluiu.

Pícolli

Ainda sem o contrato renovado com o Coritiba – a diretoria garantiu que vai porcurá-lo nesta semana, o zagueiro Pícolli está sendo alvo do assédio de dois grandes clubes do futebol brasileiro: Do Atlético Mineiro, cujo comando é de seu ex-treinadro Geninho, e do Internacional. O jogador prefere se esquivar do assunto, mesmo porque tem a intenção inicial de permanecer no clube. “Estou aguardando a conversa com a diretoria do Coritiba para definir meu futuro”.