enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Líder, Chris Froome rebate comparações com Armstrong

A superioridade física apresentada pelo britânico Chris Froome nesta edição da Volta da França levantou o praticamente inevitável clima de suspeita que assombra o ciclismo após a queda de Lance Armstrong, apesar de os controles antidoping do ciclismo serem mais rigorosos do que em muitos outros esportes. Por isso, o líder da prova e a sua equipe passaram a segunda-feira, dia de folga na competição, se defendendo das suspeitas e das comparações com o norte-americano.

Froome disse que dada a história de doping no ciclismo, ele entende que há questões e insiste que está feliz em respondê-las. Ainda assim, sem ficar nervoso ou irritado, o britânico se diz triste que o doping tenha se tornado o tópico principal de sua entrevista coletiva nesta segunda, o dia de descanso que se seguiu a sua vitória na etapa de domingo.

“Eu só acho que é muito triste que estamos sentados aqui no dia seguinte da maior vitória da minha vida, uma vitória bastante histórica, falando sobre doping”, disse Froome. “Aqui estou, basicamente, sendo acusado de ser uma fraude e um mentiroso

e isso não é legal”, completou o britânico, que rebateu qualquer comparação com Armstrong. “Me comparar com Lance, eu quero dizer, Lance trapaceou. Eu não estou trapaceando. Fim da história”.

Com tantas façanhas recentes do ciclismo tendo sido conquistadas com o auxílio de doping, muitos dos fãs do esporte querem agora saber se eles podem acreditar no que estão vendo na Volta da França.

Claramente desanimada com as repetidas perguntas sobre doping, a equipe Sky, do líder da Volta da França, se ofereceu voluntariamente para que todos os seus segredos de treinamento sejam alvo de uma investigação independente para tentar provar “além da dúvida razoável” que o britânico e seus colegas estão limpos.

Assim, o chefe da equipe Sky, Dave Brailsford, disse que busca formas de provar a inocência. “Todos os dias temos a mesma pergunta, e posso assegurar que estamos pensando muito sobre a melhor forma de provar para vocês que não estamos usando doping”, disse Brailsford.

Ele sugeriu que a Agência Mundial Antidoping poderia ajudar com a nomeação de um especialista para se debruçar sobre todos os aspectos dos preparativos da Froome para a Volta da França, liderada por ele com uma vantagem de mais de quatro minutos, com seis etapas para o fim da disputa.

“Este especialista pode ver tudo o que temos. Eles podem vir e viver conosco, eles podem ter todas as nossas informações, eles podem ver todos os nossos dados, eles podem ter acesso a todos os arquivos de treinamento”, disse. “Poderia dizer ao mundo e se eles acham que isso é crível ou não”.

Prevista para acabar no domingo, a Volta da França prossegue nesta terça-feira com a disputa da 16ª etapa, entre Vaison-la-Romaine e Gap, com um percurso de 168 quilômetros.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas