O ex-jogador de basquete, Kobe Bryant, 41 anos, morreu nesse domingo (26) em um acidente de helicóptero, na região de Los Angeles, nos Estados Unidos. Segundo os sites TMZ e Fox News, cinco pessoas estariam a bordo da aeronave que pertencia ao astro da NBA. Ninguém sobreviveu.

Local do acidente fata do ex-jogador da NBA Kobe Bryant

“Com grande tristeza, confirmamos a morte de Kobe Bryant e de outras quatro pessoas em Calabasas. O helicóptero caiu numa região mais afastada, perto de Las Vírgenes, às 10 horas da manhã local”, afirmou a prefeita da cidade de Calabasas, Alicia Weintraub, em comunicado oficial.

O ex-astro do Los Angeles Lakers de 41 anos estava viajando com outras três pessoas, que poderiam ser seus familiares, mas esta informação ainda não foi confirmada. A polícia e o Corpo de Bombeiros da Califórnia confirmaram a queda do helicóptero, mas a presença de Kobe só foi divulgada minutos depois.

Kobe Bryant tinha o hábito de realizar viagens de helicóptero. Fez isso por anos, principalmente quando atuava pelos Lakers. Depois de Michael Jordan, o ex-jogador é considerado um dos maiores de todos os tempos.

O jogador americano foi campeão da NBA por cinco vezes e eleito para o All-Star Game, o Jogo das Estrelas da liga, em 18 oportunidades. Além dos prêmios como jogador, ele também soma em seu currículo de premiações um Oscar em 2018 com a animação “Dear Basketball”.

No total, somando as 20 temporadas na NBA usando as camisas 8 e 24, Kobe Bryant terminou com a impressionante marca de 33.643 pontos – quarta maior de todos os tempos, atrás apenas Kareem Abdul-Jabbar (38.387), Karl Malone (36.928) e LeBron James (33.655). Esta marca, por sinal, foi superada por LeBron na noite deste sábado.

Atuando durante toda a sua carreira pelo Los Angeles Lakers, entre 1996 e 2016, ano de sua aposentadoria. Ele encerrou sua trajetória na NBA com médias de 25 pontos, 4,7 assistências e 5,2 rebotes em seus 1.346 jogos disputados em temporada regular.

Pela seleção dos Estados Unidos, Kobe Bryant faturou o ouro olímpico nas Olimpíadas de 2008, em Pequim, e em 2012, em Londres. No Los Angeles Lakers, teve a camisa 8 e 24 aposentadas. Em sua última partida como jogador profissional, anotou 60 pontos. Sua maior marca é diante do Toronto Raptors, em 2006, quando atingiu nada menos que 81 pontos.

Desde que se juntou à franquia californiana, adotou o número 8. Porém, optou por vestir a 24 em homenagem ao ex-jogador e atual técnico do Houston Rockets, Mike D’Antoni. Por falar em ídolos, o pai de Kobe jogou basquete profissionalmente na Itália, onde o então futuro ala-armador, ainda criança, conheceu Oscar Schmidt. O brasileiro foi, assumidamente, umas das maiores referências de Bryant.

Após 20 temporadas na NBA, Kobe tinha se aposentado em 2016, marcando 60 pontos no último jogo contra o Utah Jazz.