Depois de quatro dias internado, o zagueiro Leandro Castán deixou o hospital na Itália neste domingo. O brasileiro passou por uma delicada cirurgia no cérebro, o procedimento foi realizado com sucesso e ele já pôde ir para casa. “Já estou de volta em casa depois de quatro dias, graças a Deus!!”, celebrou o jogador da Roma em seu Twitter, ao postar uma foto ao lado do irmão.

Campeão da Copa Libertadores de 2012 com a camisa do Corinthians, pouco antes de se transferir para a Roma, Castán foi operado para retirar um cavernoma, uma má formação vascular congênita no cérebro, que tinha cerca de três centímetros e foi completamente removida em um procedimento que durou três horas e meia.

Mesmo com o sucesso da cirurgia, o médico responsável pelo procedimento não garantiu que Castán terá condições de voltar a atuar. “É verdade que outros jogadores no passado voltaram a jogar depois de uma intervenção como esta, mas é preciso dizer que cada cavernoma é diferente”, explicou em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport.

O brasileiro foi operado após uma bateria de exames detectar o cavernoma, com um pequeno edema e um inchaço temporário na região do cérebro. Diante do risco de ter novamente o problema, com possibilidade de provocar até uma hemorragia cerebral, foi decidido que o zagueiro passaria por uma cirurgia para curá-lo “definitivamente”.

O problema com Castán, porém, só foi ser anunciado no mês passado, quando a Roma disse que não havia risco de morte do atleta e que ele poderia retomar normalmente sua carreira após se recuperar da operação.