Os testes coletivos de Sepang terminaram ontem com Heikki Kovalainen, da Renault, fechando o último dia com o melhor tempo, 1min35s757. No total dos quatro dias, Kimi Raikkonen, da Ferrari, fez a melhor volta de todas, 1min35s258, na quarta-feira.

Para Kovalainen, o resultado de ontem foi um alento. Depois de uma atuação desastrosa na Austrália, o finlandês foi colocado na linha de tiro do chefe da Renault, Flavio Briatore. Se voltar a andar mal na Malásia, colocará seu emprego em risco.

Apesar da primeira colocação, Heikki não teve um dia fácil, parando seu carro duas vezes na pista por problemas mecânicos. Outro que teve seu treino abreviado foi Lewis Hamilton, da McLaren. Ele parou com um problema na bomba de óleo, mas o time garante que o motor não quebrou. A equipe optou por não levar Fernando Alonso para a Malásia e preparou-se mal para a corrida.

Felipe Massa foi o segundo colocado ontem, a 0s051 de Kovalainen. As surpresas vieram logo a seguir: Anthony Davidson, da Super Aguri, em terceiro, e Nico Rosberg, da Williams, em quarto. Doze pilotos participaram do último dia de testes. O GP da Malásia será disputado no dia 8 de abril.