Submetido a uma cirurgia na noite de sábado, Kobe Bryant deve retornar às quadras no início da próxima temporada, segundo previsão do Los Angeles Lakers. O astro da equipe e da NBA foi operado após ter constatado um rompimento no tendão de Aquiles da perna esquerda em exame de ressonância magnética, no mesmo dia.

Kobe optou por cirurgia imediata logo após confirmar a lesão, que deve deixá-lo fora de combate pelo período de seis a nove meses. O Lakers aposta na previsão mais otimista, de meio ano, com retorno a tempo de disputar o início da próxima temporada, apesar dos 34 anos do atleta, o quarto maior pontuador da história da NBA.

“Acho que é uma meta realista para ele, com base no que ele disse nesta manhã [de sábado]”, projetou o diretor esportivo do Lakers, Mitch Kupcha. “Ele já aceitou este desafio. Vamos ter que tentar contê-lo em seu retorno”, afirmou o preparador físico Gary Vitti.

O jogador vai desfalcar, assim, a equipe em um momento crítico da competição. Faltando dois jogos para o fim da temporada regular, o time de Los Angeles vive má fase e ainda não conseguiu garantir sua vaga nos playoffs. Sem o astro, o Lakers deve contar com a liderança do espanhol Pau Gasol nesta reta final.

Kobe se machucou na noite de sexta-feira, durante partida contra o Golden State Warriors, ao executar um movimento simples, quando faltava apenas três minutos para o fim do jogo. Mesmo com dores, ele ainda acertou dois arremessos e contribuiu para vitória por 118 a 116.

A suspeita de lesão grave acabou sendo confirmada por exames, que vetaram o jogador do restante da temporada. O jogador passará um mês com a perna imobilizada. Na sequência, vai iniciar o processo de reabilitação. Logo após a constatação da contusão, notícias levantaram a possibilidade de Kobe anunciar a aposentadoria em função da idade.

O astro, porém, rejeitou abandonar o basquete profissional. “Consigo perceber que ainda há outros desafios pela frente além de um tendão lesionado”, afirmou Kobe, antes de mostrar confiança em fotos postadas em sua página no Facebook, antes da cirurgia.