Gilson Kleina fez coro com os jogadores do Palmeiras nas críticas ao árbitro Wagner Reway (MT), por sua atuação no duelo com o Sport, no sábado. O treinador afirmou que um toque de mão de Nunes no lance que gerou o único gol da partida foi decisivo para o resultado negativo fora de casa.

“O erro foi capital. O árbitro nos tirou um ponto precioso em um jogo difícil, em que não tínhamos condições nem de colocar a bola no chão. Ele nos prejudicou. Posso falar com propriedade do lance do escanteio porque eu estava perto. O Nunes relatou para um jogador nosso que dominou a bola com a mão”, afirmou o treinador.

“Naquele momento, é como se um jogador fosse bater um pênalti, uma falta. O árbitro tinha de ter o foco. O lance foi aos 48 minutos do segundo tempo. Era um ponto muito importante para o Palmeiras. Era o jogo mais importante da rodada. O árbitro deveria ter um preparo melhor”, criticou.

Apesar das reclamações, Kleina avalia que o árbitro só falhou neste lance, mostrando regularidade no restante da partida.”Não achei que a arbitragem foi ruim, mas errou em um lance capital. Nossa equipe ficou nervosa. Ele penalizou o Márcio (Araújo) por defender as nossas cores. Quando assinamos a súmula, todos vamos a campo trabalhar. É claro que vamos falar com ele, mas ouvimos um discurso, um monte. É muita conivência”, declarou.

Para a próxima rodada, o treinador já avisou que fará mudanças no time. O Palmeiras enfrentará o América-RN, na terça-feira. “Analisaremos se o Charles se recuperará porque ele saiu extenuado do jogo. O Caio brigou muito também, pois toda bola passava por ele. Veremos, o jogo é só na terça-feira e temos o deslocamento até Natal. Temos a situação do Ananias, podemos ver isso. Analisaremos com tranquilidade”, antecipou.