Foto: F1.com
f1010707.jpg

Kimi Raikkonen (1.º), Felipe Massa (2.º) e Lewis Hamilton (3.º) comemoraram no pódio da França.

Após do domínio total das McLaren nos GPs do Canadá e dos EUA, as Ferrari de Kimi Raikkonen e Felipe Massa voltam a ser o grande destaque do final de semana do GP da França. Neste domingo, o finlandês fez uma excelente prova em Magny-Cours, largou muito bem e superou seu companheiro de equipe quando o brasileiro fez o seu segundo pit stop. O britânico Lewis Hamilton (McLaren), em terceiro, manteve a escrita e conseguiu mais um pódio em sua temporada de estréia na Fórmula 1.

Com o resultado, Raikkonen segue em quarto no campeonato, com 42 pontos. Massa somou 47 e se mantém na terceira colocação, atrás do vice Alonso.O consistente Hamilton continua líder absoluto do Mundial com 64 pontos, 14 a mais que o espanhol.

Raikkonen fez uma excelente prova. Depois de uma bela largada, quando estava em terceiro e ultrapassou o segundo no grid, Lewis Hamilton, ficou na cola do brasileiro e se aproveitou para tomar a ponta quando Massa demorou um pouco mais do que o previsto em sua segunda parada.

Mas se a prova francesa foi um sonho para a Ferrari, para a escuderia rival não foi bem assim. Hamilton não sofreu tanto quanto o espanhol Fernando Alonso (que largou apenas na 10.ª colocação), mas os carros da McLaren não se comportaram bem em Magny-Cours. Além disso, a equipe precisou fazer mudanças de estratégia durante a corrida e isso acabou atrapalhando seus pilotos.

Já para o brasileiro Ruben Barrichello a prova foi até boa (largou em 13.º e terminou em 10.º), porém, com um gosto amargo de ter perdido feio para seu companheiro de equipe, o britânico Jenson Button, que cruzou a linha de chegada em 8.º e conseguiu o primeiro ponto para a Honda nesta temporada.

Domínio ferrarista e falha de estratégia inglesa.

A corrida foi completamente dominada pela Ferrari desde a largada. Massa, na pole, largou bem e manteve a posição, Raikkonem, por sua vez, foi ainda melhor, pulando de terceiro para segundo e deixando Hamilton para trás.

A constante ameaça de chuva ficou só na ameaça, e Massa seguia tranqüilo na ponta, , dando melhor volta atrás de melhor volta. Mas o finlandês continuou firme no segundo lugar e assumiu a liderança depois da segunda parada do brasileiro.

O espanhol Fernando Alonso também largou bem e teve de usar toda a sua habilidade para ultrapassar pilotos que dificultaram muito a sua vida, como o Alemão Nick Heidfeld. Porém, tanto para ele quanto para seu companheiro de McLaren, a péssima estratégia de sua escuderia atrapalhou muito. Ambos tiveram de fazer três paradas muito perto uma da outra.

A próxima corrida é no dia 8 de julho, o Grande Prêmio da Inglaterra, disputado no tradicional circuito de Silverstone.