A alemã Angelique Kerber teve dificuldades neste sábado, mas se garantiu nas oitavas de final de Wimbledon. Líder do ranking da WTA, ela venceu a norte-americana Shelby Rogers (70ª do mundo) por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 7/6 (7/2) e 6/4.

Em busca de uma vaga nas quartas, ela irá encarar a espanhola Garbine Muguruza, 14ª favorita de Wimbledon, que também neste sábado superou a romena Sorana Cirstea com extrema tranquilidade, por duplo 6/2.

Embora lidere o ranking, Kerber vem de resultados ruins nos dois Grand Slams já disputados na temporada. Em Roland Garros, por exemplo, caiu logo na estreia. Agora, na rápida grama de Wimbledon, piso mais propício ao seu estilo de jogo, ela tenta retomar o bom momento.

E o bom rendimento na grama londrina é fundamental para a alemã seguir na ponta do ranking. Para assegurar a posição, ela precisa ao menos chegar à final. Assim, Kerber deu um importante passo neste sábado.

Outra favorita a avançar às oitavas foi a russa Svetlana Kuznetsova, que ganhou facilmente da eslovena Polona Hercog por 6/4 e 6/0. Sua próxima adversária será a polonesa Agnieszka Radwanska, nona cabeça de chave, que despachou a suíça Timea Bacsinszky de virada, com parciais de 3/6, 6/4 e 6/1.

Já a croata Petra Martic derrotou a casaque Zarina Diyas por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (8/6) e 6/1, e terá pela frente a eslovaca Magdalena Rybarikova, algoz da ucraniana Lesia Tsurenko por 6/2 e 6/1. Ainda neste sábado, a norte-americana Coco Vandeweghe superou a compatriota Alison Riske por 6/2 e 6/4.

DUPLAS – Bia Haddad Maia segue fazendo história em Wimbledon. Depois de vencer uma partida na chave de simples feminina, algo que o País não obtinha desde 1989, a brasileira se garantiu neste sábado nas oitavas de final das duplas.

Jogando ao lado da croata Ana Konjuh, Bia superou as espanholas Lara Arruabarrena e Arantxa Parra Santonja por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/0. A dupla da brasileira enfrenta agora a romena Monica Niculescu e a taiwanesa Hao-Ching Chan, nonas favoritas. Esta foi a segunda vitória da brasileira na chave de duplas.