A alemã Angelique Kerber confirmou o seu favoritismo e conquistou neste domingo o título do Torneio de Linz, na Áustria, o seu primeiro nesta temporada e o terceiro da sua carreira. Na decisão, a número 10 do mundo derrotou a sérvia Ana Ivanovic, 16ª colocada no ranking da WTA, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (8/6), em 1 hora e 36 minutos.

Esta foi a terceira final de Kerber em 2013 e a primeira vitória, pois ela perdeu para a russa Anastasia Pavlyuchenkova em Monterrey, em abril, e para a checa Petra Kvitova, em Tóquio, há duas semanas. Agora, o retrospecto da número 10 do mundo em finais é de três triunfos em oito jogos.

“Essa é uma sensação incrível”, disse Kerber, que se classificou para o Masters da WTA na sexta-feira, quando avançou às semifinais. “Esta vitória significa muito para mim. Eu vou ao Masters com muita confiança agora”.

 

Kerber inicialmente não iria jogar em Linz, mas acabou sendo convidada para substituir a checa Petra Kvitova, que desistiu de jogar por causa de uma lesão nas costas. Ex-líder do ranking da WTA, Ivanovic foi campeão do torneio austríaco em 2008 e 2010 e disputou neste domingo a sua primeira final desde que foi campeã do Torneio de Bali, na Indonésia, em novembro de 2011.

 

“Foi uma final realmente igual”, disse Kerber, que perdeu três match points quando liderava o segundo set por 5/3. “Eu fiquei um pouco ansiosa no final. Meu pensamento estava nesses match points. Depois, eu consegui me concentrar em cada ponto novamente”.

Ivanovic conseguiu se recuperar de duas quebras de serviço para empatar o primeiro set em 4/4, mas depois perdeu o seu saque pela terceira vez e acabou sendo derrotada na parcial. Depois, a sérvia voltou a reagir no segundo set, evitando a derrota quando perdia por 5/3.

Porém, desperdiçou dois set points quando vencia por 6/5 e outros dois no tie-break. Kerber, então ganhou quatro pontos seguidos e garantiu o título em Linz. “Eu estava muito passiva e não encontrei o meu ritmo”, disse Ivanovic. “Eu tive minha chance, mas não consegui aproveitar”.