Recém-contratado pelo Santos, o atacante Kayke foi apresentado nesta terça-feira no CT Rei Pelé e comentou a expectativa de ser a “sombra” de Ricardo Oliveira. E o jogador não economizou nos elogios ao seu novo companheiro, revelando que observa o estilo do veterano centroavante para evoluir na carreira, avaliando que possui um estilo de jogo parecido.

“Vai ser um prazer, é um jogador que admiro bastante. Tem um futebol que me agrada muito, somos parecidos em algumas coisas, gosto de me movimentar muito. Vejo as diagonais dele para fazer os gols. Sempre fui fã e agora posso compartilhar o mesmo vestiário e aprender. Espero que ele chegue logo, se recupere da caxumba”, afirmou Kayke, lembrando que Ricardo Oliveira ainda não se juntou aos companheiros na pré-temporada por estar em processo de recuperação de uma caxumba.

Kayke reconheceu que inicialmente chega mesmo para ser uma opção para quando Ricardo Oliveira não estiver disponível no Santos. Mas embora garanta que não pense em “roubar” a vaga do companheiro, ele se lembra da sua passagem pelo Flamengo, quando foi reserva de Guerrero, mas marcou vários gols, para prometer que terá êxito no clube paulista. E ele também destacou que o Santos, envolvido na disputa da Copa Libertadores, terá pela frente uma maratona de jogos, o que lhe dará mais oportunidades de ser aproveitado pelo técnico Dorival Júnior.

“A concorrência é natural. No Flamengo foi parecido, tinha o Guerrero, cheguei para ser sombra, ser o reserva, mas as coisas aconteceram de uma maneira muito legal. Dei conta do recado nas oportunidades que recebi e aqui não será diferente”, comentou.

Na sua apresentação, Kayke recebeu a camisa de número 18, que utilizará no período de um ano em que estará cedido por empréstimo ao Santos pelo Yokohama Marinos, do Japão. Além dele, o clube já se reforçou para a temporada 2017 com o zagueiro Cleber, o lateral Matheus Ribeiro, o volante Leandro Donizete e o atacante Vladimir Hernandez.