Os quase 8 mil torcedores que foram ao Couto Pereira mataram um pouco a saudade do time, e aproveitaram também para ver a despedida de Keirrison do Coritiba. Mostrando a tradicional timidez, o atacante entrou
em campo para dar o pontapé inicial da partida.

Depois, trocou apertos de mão com o amigo e companheiro de time, Pedro Ken, que atuou o K9 desde os juniores, e com o recém-contratado Marcos Aurélio, seu possível substituto no ataque Alviverde. Na saída do gramado Keirrison acenou para a torcida, distribuiu sorrisos e deu adeus ao ex-time.

Na segunda-feira o artilheiro do Coritiba no Brasileirão de 2008 se apresenta oficialmente no Palestra Itália, onde é esperando ansiosamente por Vanderlei Luxemburgo, técnico do Palmeiras.

“Fica um aperto muito grande deixar o Coritiba, passa um filme na cabeça. Mas a vida é assim, preciso seguir meu caminho. Onde estiver vou levar o Coritiba no coração, podem ter certeza”, disse Keirrison, já deixando um mixto de saudades e de uma promessa: “Quem sabe um dia eu não posso voltar aqui e viver outros bons momentos ao lado do torcedor coxa-branca”, finaliza.