Apesar de ter participado normalmente do treino desta manhã, no CT do Parque Ecológico, ainda não será nesta quarta-feira que o goleiro Júlio César voltará ao gol corintiano. O jogador ainda sente dores na mão fraturada e a comissão técnica optou por vetá-lo para o clássico desta quarta-feira, às 21h50, contra o Santos, na Vila Belmiro.

O atleta havia treinado mais cedo junto com os jogadores que não atuaram ou que jogaram pouco tempo no empate por 1 a 1 com o Atlético-PR, no último domingo, em Curitiba. Esta foi a primeira vez que Júlio César treinou com o resto do elenco em uma situação de jogo desde quando luxou o dedo mínimo da mão esquerda, no último dia 20 de julho, em São Januário, onde o Corinthians venceu o Botafogo por 2 a 0.

Inicialmente, Júlio César ficaria até quatro semanas sem jogar, mas evoluiu rápido em sua recuperação e já na semana passada realizou trabalhos específicos com o preparador de goleiros do clube, Mauri Lima. A tendência é que ele entre em campo no domingo, contra o Ceará, no Pacaembu, pela 16.ª rodada do Brasileirão.

No clássico desta quarta-feira, o titular do gol corintiano mais uma vez deverá ser Danilo Fernandes, goleiro revelado pela base alvinegra. Ele substituirá Renan, contratado para ser titular, mas que mostrou muito nervosismo nas três vezes que esteve em campo e acabou barrado por Tite. Mesmo assim, ficará no banco contra o Santos.