Enquanto esperam a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) sobre quem é o legítimo campeão catarinense de 2015, Figueirense e Joinville voltaram a campo nesta quarta-feira, pela 12.ª rodada do Brasileirão. E quem levou a melhor no Orlando Scarpelli foi o time visitante, que venceu por 2 a 0, com dois gols de Kempes.

A disputa pelo título catarinense está na Justiça porque o Joinville foi punido, pelo TJD-SC, com a perda de pontos durante o Estadual. Conseguiu uma liminar e jogou a decisão por dois empates. Segurou o 0 a 0 nas duas partidas e comemorou o título. Mas o Figueirense alega que tinha ele o direito de ser campeão com dois empates.

Como o Campeonato Brasileiro é por pontos corridos, melhor é tentar vencer. E por isso o jogo desta quarta-feira à noite foi bom, apesar do campo pesadíssimo no primeiro tempo. As duas equipes atacaram e poderiam ter marcado mais gols.

O Joinville teve melhor aproveitamento – na verdade, foi o único que converteu as possibilidades. Aos 9 minutos, Marion cruzou, Lucas Crispim ajeitou levantando a bola e Kempes veio de trás e cabeceou para fazer 1 a 0.

O Figueirense poderia ter empatado e até virado, mas perdeu boas chances. Agenor fez grande defesa cara a cara com Rafael Bastos. Quando Everaldo teve chance idêntica, tirou tanto do goleiro que mandou para fora.

No começo do segundo tempo, o Joinville fez o segundo. Anselmo teve liberdade para carregar a bola até dentro da área e abriu para Diego. O cruzamento foi na cabeça de Kempes, que mostrou oportunismo para marcar mais um. Depois, o Joinville aproveitou para segurar o resultado. Nos acréscimos, Agenor ainda impediu o Figueirense de descontar.

Apesar da vitória, a equipe do interior de Santa Catarina continua em último, com apenas oito pontos, a cinco do primeiro time fora da zona de rebaixamento. O Figueirense segue com 15 pontos, no meio da tabela.

FICHA TÉCNICA:

FIGUEIRENSE 2 X 0 JOINVILLE

FIGUEIRENSE – Alex Muralha; Leandro Silva, Thiago Heleno, Marquinhos e Cereceda (Marquinhos Pedroso); Paulo Roberto, Fabinho, Ricardinho (Marcão) e Rafael Bastos; Everaldo (Dudu) e Thiago Santana. Técnico – Argel Fucks.

JOINVILLE – Agenor; Mário Sérgio, Rafael Donato, Douglas Silva e Diego; Naldo, Fabrício, Anselmo e Lucas Crispim (Marcelo Costa); Marion (William Popp) e Kempes. Técnico – Adilson Batista.

GOLS – Kempes, aos 9 minutos do primeiro tempo e aos 15 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (PE).

CARTÕES AMARELOS – Marquinhos (Figueirense); Naldo e Fabrício (Joinville).

RENDA – R$ 45.230,00.

PÚBLICO – 3.891 pagantes.

LOCAL – Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).