O Joinville segue na zona de classificação do Campeonato Brasileiro da Série B. O clube catarinense deu um fim à série de três derrotas seguidas, nesta terça-feira, ao derrotar o Sampaio Corrêa pelo placar de 3 a 1, em partida realizada na Arena Joinville, pela 15.ª rodada.

Com a vitória, o Joinville segue na quarta colocação, com 26 pontos, e alivia a situação do técnico Hemerson Maria, que vinha sendo muito criticado mesmo com o clube catarinense sendo o único time que está no G4 desde o início da competição. É que tinha perdido três jogos seguidos: para o ABC, por 2 a 1, em Natal, para o rival Avaí, por 1 a 0, em casa, e outro para o Bragantino, por 1 a 0, em Bragança Paulista (SP).

Por sua vez, o Sampaio Corrêa perdeu a chance de encostar nas primeiras colocações e continua na sexta posição com 23 pontos. O clube maranhense não perdia há três rodadas.

O primeiro tempo foi bastante movimentado, com muitas chances de gols. Com mais volume de jogo, o clube catarinense saiu em vantagem aos 21 minutos, com Marcelo Costa. Fabinho fez boa jogada pela esquerda e cruzou na cabeça do meia, que só precisou desviar para o fundo das redes, quase na linha do gol.

Antes disso, o Joinville há havia ficado muito perto do gol. Jael recebeu livre de marcação e cabeceou na trave do goleiro Luis Müller. Já o Sampaio Corrêa cresceu após sair atrás no placar e foi logo empatando o confronto. Aos 26 minutos, Jael derrubou William Paulista na área e o árbitro marcou penalidade máxima. O próprio atacante foi para a cobrança e deixou tudo igual, deslocando o goleiro.

O ritmo do jogo seguiu forte e o clube catarinense fez o segundo gol. Aos 37 minutos, lançamento para Fabinho em velocidade. O ex-atacante do Guarani percebeu o goleiro adiantado e tocou de cobertura para fazer um golaço. O Sampaio Corrêa ainda respondeu no fim, mas Márcio Diogo parou no goleiro Ivan.

No segundo tempo, o panorama mudou. O jogo ficou mais truncado e as chances de perigo cada vez mais escassas. A tensão estava presentes em ambos os lados, tanto é que Willian Paulista acabou sendo expulso após agredir o lateral Edson Ratinho, que chegou a via de fatos com o rival, mas não recebeu o cartão vermelho.

Com um homem a mais, o clube catarinense cresceu, chegou a marcar o terceiro, com Jael, mas o árbitro marcou impedimento. Aos 31 minutos, porém, o artilheiro da Série B, agora com nove gols, voltou a aparecer ao completar para as redes o cruzamento de Washington, que chegou ainda a passar por Marcelo Costa, decretando números finais a partida.

Na próxima rodada, o Joinville encara a Ponte Preta no próximo dia 15, uma sexta-feira, às 21 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Já o Sampaio Corrêa volta a campo contra o Boa no dia 16, sábado, no mesmo horário, no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG).

FICHA TÉCNICA

JOINVILE 3 x 1 SAMPAIO CORRÊA

JOINVILLE – Ivan; Edson Ratinho, Anderson Conceição e Murilo; Washington, Éverton, Marcelo Costa (Thiago Medeiros) e Eduardo Ramos (Daniel Pereira); Jael e Fabinho (Chico). Técnico: Hemerson Maria.

SAMPAIO CORRÊA – Luiz Müller; Hiltinho, Paulo Sérgio, Edimar e Jadson; Jonas, Uilian Correia, Válber (Waldir) e Márcio Diogo (Cleitinho); Willian Paulista e Edgar (Pimentinha). Técnico: Lisca.

GOLS – Marcelo Costa, aos 21, Willian Paulista (pênalti), aos 26, e Fabinho, aos 37 minutos do primeiro tempo; Jael, aos 31 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Jael e Chico (Joinville).

CARTÃO VERMELHO – Willian Paulista (Sampaio Corrêa).

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Arena Joinville, em Joinville (SC).