Emilio González Márquez, governador de Guadalajara, prometeu o sucesso dos Jogos Pan-Americanos 2011, e estimou em 150 milhões de pessoas o tamanho da audiência durante as cerca de 750 horas de transmissão televisiva da competição.

“Teremos outra oportunidade, são 750 horas na televisão e isso é muito. Os países de toda a América pagam ao Comitê Organizador para ter os direitos de transmissão, têm interesse em ver os atletas de todo o continente e não acompanham só a parte esportiva, mas querem ver nossas cidades, nossas culturas e nossas tradições”, analisou Emilio.

Segundo ele, é uma oportunidade grande de mostrar ao mundo a “verdadeira cara, que temos problemas e estamos resolvendo, mas nem tudo são tiros e narcotráficos nas esquinas, há muita gente que trabalha, estuda e a maioria é gente de bem que fazer as coisas bem para sua família e comunidade. Podemos dizer isso ao mundo nos Pan-Americanos”, acrescentou.

A estimativa é de mais de 150 milhões para ver a cerimônia de abertura ao vivo – o governador de Guadalajara diz que “estará tudo espetacular e vocês vão se sentir orgulhosos de serem mexicanos, em uma cerimônia que mostre ao mundo quem são os mexicanos de verdade”, discursou. No último ano, ele relembrou que esteve em reunião com a União Internacional de Telecomunicações.

“Estarão presentes pessoas de 160 países durante os 21 dias. No primeiro dia, talvez não queiram sair do hotel porque tudo o que publicam ao mundo alguns de nossos repórteres são as coisas negativas. Mas, no segundo, alguns valentes vão se aventurar ao centro de Guadalajara. E no terceiro, se verá regressando com bolsas de Tlaquepaque e de Tonalá”, ironizou.