Alessandro (dir.) está de volta
à equipe rubro-negra.

A Arena promete voltar hoje aos seus grandes dias de Caldeirão. Com a expectativa de casa cheia para ver Atlético x Flamengo, a torcida deverá empurrar o Furacão para cima dos cariocas em busca da vitória e da decolagem em busca das primeiras colocações do campeonato brasileiro.

Razões para isso não faltam. O time vem embalado por dois bons resultados e joga completo sob o comando de Osvaldo Alvarez. A partida está programada para as 16 horas e quem for ao Joaquim Américo poderá conferir o novo tratamento que receberá após a instituição do estatuto do torcedor.

Mas, o que os atleticanos mais vão querer ver é a performance de Ilan, Dagoberto, Adriano e companhia. O time está se encontrando novamente e mais três pontos devem trazer o equilíbrio tanto pedido por Vadão. Os jogadores sabem disso e prometem dar o máximo em campo. “Casa cheia motiva mais ainda o grupo. Nós precisamos dar uma vitória de presente para os torcedores que vão lotar a Arena”, diz o atacante Ilan, artilheiro do time no Brasileirão e na temporada. Seu companheiro de ataque, Dagoberto, corrobora com ele. “Será a primeira vez no ano que a Arena estará lotada . Isso dá um gás a mais para nós”, complementa.

O otimismo não é à toa. Somente até ontem pela manhã, haviam sido vendidos cerca de 10 mil entradas para a partida. Além do bom momento do Atlético, o Flamengo também vem despertando interesse dos torcedores devido à campanha que faz na Copa do Brasil (está na semifinal e venceu o Sport na primeira partida). Por tudo isso, o técnico Vadão prevê um grande duelo com Nelsinho Baptista. “Ele é um grande estrategista e sabe armar uma equipe muito bem”, elogia o comandante do Rubro-Negro da Baixada.

Mas, ao contrário do colega do time carioca, Vadão terá força máxima para ratificar a boa fase. O time está confirmado desde o início da semana e a única alteração em relação a quem enfrentou o Internacional é a volta de Alessandro à lateral-direita. “Sempre que a gente encontra o Flamengo acontece um grande jogo e quem for à Baixada vai ver um grande espetáculo”, arrisca Alessandro.

Ingressos

As bilheterias da Arena abrem às 10 horas e funcionam até a hora do jogo. Os preços dos ingresso são os seguintes: arquibancada, R$ 15 (mulheres, crianças até 12 anos e estudantes, R$ 10); cadeira simples, R$ 50 e cadeira executiva, R$ 80.

Objetivo do Fla é chegar na ponta

Rio

– Nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, o Flamengo empatou com Goiás e Guarani, perdendo a oportunidade de se aproximar ainda mais dos líderes. Hoje, contra o Atlético-PR, às 16h, na Arena da Baixada, o Rubro-Negro vai poder mudar esta história. Apesar de atuar fora de casa, a equipe carioca acredita na vitória, principalmente porque tem conseguido bons resultados fora do Maracanã.

Desde que assumiu o comando do time, no empate com o Coritiba, por 1 a 1, no Brasileiro, o técnico Nelsinho Baptista só perdeu um jogo: para o Santos, por 2 a 0, no dia 19 de abril. De lá pra cá, Flamengo vem melhorando e cada vez mais apresenta o estilo de jogo de seu treinador. Ou seja, marcação da saída de bola adversária, velocidade nos contra-ataques e um passe mais preciso, com destaque para o meia Felipe.

E Felipe é justamente o problema de Nelsinho. Ele sente dores musculares na coxa esquerda e será poupado. Até porque, na próxima quarta-feira, o Flamengo tem um jogo decisivo contra o Sport, valendo a classificação à final da Copa do Brasil, e o treinador não quer ficar sem o jogador.

O atacante Edílson, porém, está confirmado. Desde que retornou ao clube, esta será a primeira vez que atuará dois jogos seguidos. Ele estreou contra o Vitória, pela Copa do Brasil, mas acabou desfalcando o time na partida seguinte, contra o Guarani, pelo Brasileiro. Voltou contra o Sport, na semana passada, de novo pela Copa do Brasil.

CAMPEONATO BRASILEIRO
ATLÉTICO X FLAMENGO
Súmula
Local: Joaquim Américo
Horário: 16h
Árbitro: Luciano Augusto Almeida (FIFA-DF)
Assistentes: Marco Antônio Martins (MG) e Márcio Eustáquio Santiago (MG)

Atlético: Diego; Alessandro, Capone, Rogério Correia e Ivan; Leomar, Luciano Santos, Kléberson e Adriano; Ilan e Dagoberto. Técnico: Osvaldo Alvarez

Flamengo: Júlio César; Luciano Baiano, Váldson, André Bahia e Athirson; Fabinho, Jonatas, Fábio Baiano e Igor; Jean e Edílson. Técnico: Nelsinho