Embora tenha chances de, nesta rodada, entrar na briga pelo título da Série B, os jogadores do Atlético descartam pôr a carroça na frente dos bois. O foco agora é vencer o América-RN para se aproximar um pouco mais do acesso. O desejo de voltar a disputar a elite do futebol nacional se sobressai ao de ser campeão, pelo menos por enquanto. “Sabemos que estamos a cinco pontos [do Goiás], mas o nosso objetivo é subir. Se conseguirmos chegar lá [liderança], melhor ainda”, destaca o lateral Maranhão.

 

A principal estratégia é não se convencer da presença no G4. O lateral revelou que os jogadores entram em campo como se ainda estivessem brigando para entrar no grupo de acesso, mesmo com a torcida já comemorando com o grito de “o Furacão voltou”. “Na nossa cabeça continua a mesma coisa: como se nem estivéssemos no G4. O torcedor vai brincar, falar que já subiu, mas nós sabemos que ainda faltam quatro jogos”, afirma Maranhão.

 

Não é só no pensamento que a estratégia precisa ser repetida, em campo o técnico Ricardo Drubscky já pediu para que a conduta seja a mesma. “Não podemos nos dar por satisfeitos e entrar numa zona de conforto. Isso é muito perigoso”, alerta. Depois da derrota inesperada para o Bragantino, no final de setembro, por 2 x 1, o time não perdeu mais. São sete jogos com seis vitórias de um empate.