O atacante Jobson se envolveu em mais uma situação constrangedora. Depois do empate entre Avaí e Botafogo, em Florianópolis, o jogador mostrou o órgão genital para torcedores que cercavam o ônibus do time alvinegro na saída do estádio da Ressacada. Jobson foi preso e levado para a delegacia. O supervisor de futebol do clube, Anderson Barros, conseguiu evitar que o atleta, de 22 anos, passasse a noite na cadeia.

Nesta segunda-feira, Jobson, que chegou a ser suspenso pelo uso de cocaína e teve uma segunda chance da diretoria alvinegra, embarcou com o restante da equipe para o confronto da próxima quarta contra o Ceará, em Fortaleza. Jobson será multado e seu contrato (de cinco anos) deverá ser rescindido para a próxima temporada.

Sem se envolver em questões extracampo, o técnico Joel Santana sabe que a partida com os cearenses definirá se o Botafogo continuará a perseguir o título do Brasileiro nas rodadas finais. “Se vencermos o Ceará vamos seguir lutando pelo título. Caso contrário, vamos lutar por Libertadores”, afirmou Joel.

Para vencer os cearenses, o técnico terá de superar novos desfalques. Marcelo Mattos e Antônio Carlos receberam o terceiro cartão amarelo e vão cumprir suspensão. Além deles, é incerto o aproveitamento de Marcelo Cordeiro, Somália e Márcio Rosário, às voltas com problemas musculares.