Aos poucos, o atacante Jô vai superando o longo período de inatividade com pequenos objetivos sendo alcançados pelo Corinthians. Na última semana, ele entrou em campo pelo time para a disputa da Florida Cup. Agora, está próximo de disputar a sua primeira partida no Itaquerão, o amistoso com a Ferroviária, em 1º de fevereiro. E ele não esconde a ansiedade para atuar no estádio e marcar seu primeiro gol pelo Corinthians, time onde vem treinando desde o final do segundo semestre de 2016.

“É muito grande. Não sei se foi bom voltar em novembro, porque treinava e não podia jogar. Esse começo de temporada está sendo muito bom. Ansiedade é grande para pisar na Arena, com essa torcida maravilhosa gritando meu nome. Tenho certeza de que vou corresponder à altura”, afirmou.

Na luta para conquistar a titularidade, Jô tem inicialmente a concorrência de Kazim, que até marcou um gol na Florida Cup. Mas a disputa pode aumentar, pois o clube ainda sonha com a contratação de Didier Drogba. E ele abriu as portas para o marfinense, destacando a importância da concorrência pelas vagas no time.

“Não sabemos em que pé está a situação, mas o Drogba é um nome fortíssimo, Un jogador mundialmente conhecido. Tive o prazer de jogar contra ele. Não sabemos como está. Estamos aguardando uma solução, mas se ele vier, vai acrescentar bastante”, disse.

Jô também vem aprovando o trabalho desenvolvido por Fabio Carille, garantindo que o Corinthians terá sucesso em 2017, ao contrario do que ocorreu na decepcionante temporada 2016. “Por esses 15 dias de trabalho, já vemos a diferença. Todo mundo quer mostrar seu valor. É um Corinthians forte, pronto para mostrar que 2016 ficou para trás”, afirmou.