O Flamengo poderá empatar por 0 a 0 com o Atlético-PR no próximo dia 27, no Maracanã, para ficar com o título da Copa do Brasil. O gol marcado fora de casa no empate por 1 a 1 com o rival, na noite da última quarta-feira, em Curitiba, obrigará o rival a buscar a vitória ou a igualdade por dois ou mais gols no duelo de volta da decisão. Apesar disso, o técnico Jayme de Almeida minimizou o peso favorável deste fato para a equipe carioca.

“Você fazer um gol na casa do adversário ajuda, mas eu não vejo grande vantagem. Vai ser um duelo difícil, é um adversário que a gente respeita. Vamos para o Maracanã, onde temos a nossa torcida, que estava aqui hoje (quarta), fantástica. Nosso grupo está bem consciente, sabe que não pode ser afoito. Não podemos esquecer que ainda temos uma responsabilidade muito grande. Tem que ter, nos 90 minutos (da decisão), muito cuidado e atenção para não sofrermos um gol”, ressaltou o treinador, em entrevista coletiva após a partida desta última quarta.

Jayme, porém, festejou o desempenho apresentado pela equipe flamenguista, que saiu atrás no placar e conseguiu conquistar o empate ainda no primeiro tempo. “Foi o primeiro jogo, nós sabíamos que ia ser muito difícil aqui (em Curitiba), como foi, mas eu acho que o time suportou, como um grande candidato. Jogou de igual para igual. Estou muito feliz de vê-los corresponder à expectativa, jogar com dedicação”, disse o técnico.

O comandante também enfatizou que o Flamengo não pode se iludir com a vantagem de poder empatar por 0 a 0 no confronto de volta na final, embora reconheça que o 1 a 1 obtido na capital paranaense teve bom efeito psicológico para a sua equipe. “O que nos propusemos a fazer, fizemos bem, mas não ganhamos nada ainda. O Atlético é muito qualificado e muito perigoso nos contra-ataques. O empate aqui nos dá muita força para tentar o título lá no Rio”, opinou.

O goleiro Felipe, por sua vez, foi outro que destacou que o fato de o Flamengo poder empatar por 0 a 0 no duelo de ida da decisão apenas “representa uma pequena vantagem”. “Não deixa de ser uma vantagem, mas não podemos ficar dependendo dessa vantagenzinha. A gente sabia que ia ser difícil jogar aqui, fazer um gol fora. Para mim é emocionante estar aqui, poder jogar hoje (quarta). Eu mesmo não acreditava que jogaria. Na próxima quarta, com 70 mil no Maracanã, temos que ganhar esse título para coroar essa torcida”, declarou Felipe, que se recuperou de lesão para estar na decisão.