Aos 41 anos de idade, o japonês Noriaki Kasai fez história neste sábado ao conquistar a medalha de prata na disputa de saltos com esqui dos Jogos de Inverno de Sochi. Veterano da história da competição, ele não subia ao pódio desde 1994, quando também foi segundo colocado nesta mesma prova em Lillehammer, na Noruega.

O japonês somou um total de 277,4 pontos na Rússia e só ficou atrás do polonês Kamil Stoch, de 26 anos, que levou o ouro ao contabilizar 278,7. Já o bronze ficou com o esloveno Peter Prevc, com 274,8.

Kasai participou pela primeira vez em uma edição dos Jogos de Inverno em 1992, em Albertville, na França, quando a competição era disputada de dois em dois anos, sendo que o japonês garantiu após seu feito que pretende estar na próxima edição da Olimpíada gelada, em 2018, em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Depois de competir em Albertville e Lillehammer, Kasai participou de outras quatro edições dos Jogos de Inverno, em Nagano (1998), Turim (1996), Salt Lake City (2002) e Vancouver (2010), mas em todas elas fracassou na tentativa de ir ao pódio. Por isso, comemorou seu feito como um garoto neste sábado. “Todos este anos eu fiquei decepcionado com os Jogos Olímpicos. Hoje eu apenas tinha que conseguir (uma medalha). Eu queria o ouro, mas você sabe o que essa prata significa”, disse, para depois justificar seu desejo de competir na Coreia daqui a quatro anos. “Claro que quero ir. Quero ganhar. Quero a medalha de ouro”, completou.

Já no skeleton, que é a descida individual no tobogã de gelo mergulhado no trenó, o russo Alexander Tretiakov foi outro destaque do dia ao garantir a festa da torcida local ao faturar o ouro, deixando em segundo lugar o letão Martins Dukurs, enquanto o bronze ficou com o norte-americano Matthew Antoine.

Na patinação de velocidade 1.000m, o coreano naturalizado russo Viktor Ahn levou o ouro e garantiu uma dobradinha local ao terminar a prova em 1min25s325, pois a prata foi para Vladimir Grigoriev, com 1min25s399. Já o bronze ficou com o holandês Sjinkie Knegt, com 1min25s611.

QUADRO DE MEDALHAS – Com sete ouros, três pratas e dois bronzes, a Alemanha se manteve na liderança do quadro de medalhas em Sochi, enquanto a segunda posição é ocupada pela Suíça, que tem cinco ouros, uma prata e um bronze. Já os russos estão logo atrás, em terceiro lugar, com quatro ouros, seis pratas e cinco bronzes.