Jadson completa domingo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, o seu 100º jogo pelo Corinthians. No Parque São Jorge desde o ano passado, o meia já marcou 23 gols. Mas não é só pelos gols que o jogador tem se destacado. Na atual edição do Campeonato Brasileiro, já foram dez assistências.

“Fico muito feliz e honrado. Não é qualquer jogador que atinge a marca de 100 jogos pelo Corinthians, um grande clube, de concorrência grande. Agradeço o clube e vou continuar trabalhando. Tomara que nesse jogo contra o Atlético-MG o nosso time saia vitorioso e dê mais um passo para o título”, disse Jadson nesta quinta-feira.

Nascido em Londrina, o meia foi revelado nas categorias de base do Atlético-PR e jogou no Shakhtar Donetsk, onde conquistou a Copa da Uefa de 2009. Pelo São Paulo, foi campeão da Sul-Americana de 2012. “Sempre sonhei em jogar no Corinthians. Fui muito bem acolhido e sempre vou dar meu melhor para agradar a todos aqui”, disse.

Com o Corinthians oito pontos à frente do Atlético-MG na liderança do Campeonato Brasileiro, o meia teme apenas que o nervosismo possa derrubar o time nesta reta final de temporada. “O que pode atrapalhar um pouco é a ansiedade. Mas o Tite vem conversando com os jogadores e temos muitos atletas maduros, que já tiveram situações como essa. Todos estão preparados. Jogaremos da mesma forma que vínhamos jogando antes.”

Domingo, Jadson deverá ter a companhia de Rodriguinho no meio de campo do Corinthians. O meia se recuperou de uma pancada na coxa direita que levou na terça-feira e treinou nesta quinta-feira entre os titulares na vaga de Elias, suspenso.