Sem resultados expressivos no salto triplo desde 2007, Jadel Gregório agora vai tentar a sorte em outro esporte. O atleta de 32 anos foi convocado nesta sexta-feira para compor a equipe brasileira de bobsled que vai buscar a classificação para os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi (Rússia), no ano que vem.

O bobsled, no Brasil, é bastante conhecido por conta do filme “Jamaica Abaixo de Zero”, que contava a história real de uma equipe jamaicana que, mesmo sem ter neve no país, conseguiu se classificar para uma Olimpíada. O Brasil quer repetir o feito e para isso realizou, no domingo passado, uma seletiva.

Como na modalidade é importante o trecho mais alto, onde os atletas empurram o trenó e precisam de velocidade, a Confederação Brasileira de Desportos do Gelo (CBDG) procurou na seletiva atletas que já estão acostumados com provas de velocidade e impulsão. E foi aí que Jadel se destacou.

O medalhista de prata no salto triplo no Mundial de Osaka, em 2007 foi o mais rápido num dos testes mais importantes: os 30 metros com trenó (os atletas também foram testados nos 60 e 30 metros rasos, salto em distância parado e levantamento de peso). Além de Jadel foram convocados os decatletas Odirley Carlos Pessoni, Edson Ricardo Martins e Cleiton Dias Sabino (este último foi medalhista de bronze no octatlo no Mundial de Menores de 2009) e o corredor Célio da Silva.

A equipe tem também o piloto Edson Bindilatti, único atleta do País que realiza essa função. Todos ficarão duas semanas treinando em Calgary (Canadá), em fevereiro, e passarão depois por mais uma fase de preparação em Lake Placid (EUA), em março, local também da disputa de etapa da Copa América.

Os convocados terão que ajudar o Brasil a superar os critérios de classificação: participar de cinco competições, em três pistas diferentes e em duas temporadas diferentes. A primeira delas é exatamente a Copa América de Lake Placid, nos EUA, em março. O Brasil tenta classificar para a Olimpíada a equipe com quatro atletas e uma dupla. As formações serão escolhidas durante os treinamentos.

No feminino, a convocação também foi nesta sexta, sem nomes famosos, apesar da participação da ex-recordista sul-americana dos 100m e 200m Lucimar Moura na seletiva. As escolhidas foram Sally Mayara Siewerdt da Silva e Esthefânia Ribeiro da Costa, que disputarão uma vaga na dupla com a piloto Fabiana dos Santos.