A Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) anunciou nesta quinta-feira que elegeu Novak Djokovic e Serena Williams como melhores tenistas do ano. Essa é a quarta vez que o sérvio vence a premiação da entidade entre os homens, enquanto a norte-americana agora ostenta cinco troféus desta honraria, sendo que os dois jogadores fecharam a temporada como líderes do ranking mundial.

Novamente premiado pela entidade que regula o tênis, Djokovic conquistou em 2014 um total de sete títulos, entre eles um obtido em Wimbledon, onde assegurou sua sétima taça de Grand Slam. Ele ainda foi semifinalista do US Open, avançou à decisão de Roland Garros e fechou a temporada conquistando o ATP Finals, torneio que reúne os melhores jogadores do ano.

Ao ser consagrado novamente pela ITF, Djokovic também se igualou a Ivan Lendl, Pete Sampras e Roger Federer como únicos tenistas que receberam por quatro ou mais vezes o prêmio, qualificado pela entidade como o de “campeão do mundo” de uma temporada.

Já Serena alcançou em 2014 o seu 18º título de Grand Slam ao faturar o US Open, igualando então o número de conquistas de Martina Navratilova e Chris Evert desta importante série de torneios do tênis. Ela também levantou um total de seis troféus no ano, entre eles o do Masters da WTA, competição que reúne as melhores tenistas da temporada. Com 33 anos de idade, a norte-americana também é a jogadora mais velha a ganhar esta premiação da ITF.

Nas duplas, os norte-americanos Bob e Mike Bryan foram eleitos os melhores da temporada pela 11ª vez em 12 anos pela ITF, enquanto as italianas Sara Errani e Roberta Vinci acabaram sendo agraciadas com o prêmio de melhor parceria entre as mulheres pelo terceiro ano consecutivo.

A ITF também anunciou nesta quinta-feira os tenistas juvenis eleitos os melhores do ano na categoria. A norte-americana Cici Bellis, de apenas 15 anos, conquistou o prêmio entre as mulheres, enquanto no masculino o vencedor foi o russo Andrey Rublev, de 17 anos.