A Argentina aceitou o convite feito pela Itália e as duas seleções irão fazer uma partida amistosa no próximo dia 14 de agosto, no Estádio Olímpico de Roma, numa forma de homenagear o papa Francisco. O jogo foi uma sugestão do técnico Cesare Prandelli, que comanda a equipe tetracampeã mundial.

A previsão é que antes de as duas seleções se enfrentarem no Estádio Olímpico, ambas serão recebidas em audiência pelo papa de origem argentina. Depois, os times devem se deslocar juntos até o palco do jogo, que fica a cerca de 5km do Vaticano.

O papa, eleito em meados de fevereiro, é de Buenos Aires e torce para o San Lorenzo, clube do seu país de nascimento. Fã de futebol, ele nunca escondeu sua paixão pela equipe e chegou inclusive a brincar com um torcedor do Boca Juniors durante um passeio de papa móvel pela Praça de São Pedro, citando uma vitória do San Lorenzo sobre o rival.

O último amistoso entre Itália e Argentina foi disputado em 2001, em Roma, com vitória argentina por 2 a 1. Em um dos principais duelos da história das duas seleções, os argentinos, liderados por Diego Maradona, superaram os italianos ao derrotá-los na disputa de pênaltis das semifinais da Copa do Mundo de 1990, em duelo realizado na cidade de Nápoles.