Belo Horizonte – O técnico Levir Culpi queria antecipar o título do Campeonato Mineiro, conquistando uma vitória no Vale do Aço. Porém, Ipatinga e Cruzeiro ficaram apenas no empate por 1 a 1, ontem, no Estádio Ipatingão, no primeiro confronto válido pelas finais do Campeonato Mineiro. Kanu abriu o placar e Charles, contra, deu o empate à Raposa. Apesar do tropeço, o Cruzeiro, como tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais, no próximo domingo no Mineirão, poderá conquistar o tricampeonato do Estadual conseguindo outro empate.

Sob um forte calor, Ipatinga e Cruzeiro travaram uma batalha no meio-campo, no primeiro tempo. Com a vantagem no regulamento, a Raposa administrava a partida, saindo apenas nos contra-ataques. Já o Tigre, apesar do maior volume de jogo, era desordenado no ataque, facilitando a defesa do adversário. Diante da forte marcação, as duas equipes tiveram as melhores oportunidades apenas com os chutes de fora da área.

A primeira oportunidade de gol, que aconteceu somente aos 32 minutos, foi do Cruzeiro. O chileno Maldonado recebeu no ataque, avançou e arriscou o chute. A bola saiu forte, mas o goleiro Rodrigo Posso fez boa defesa. Já o Ipatinga tentou dar o troco aos 39 minutos, também com um chute de fora da área. O armador Walter dominou, na entrada da área, avançou e bateu de perna direita. O chute saiu fraco, facilitando a defesa do goleiro Fábio que, até então, era apenas um observador da partida.

No segundo tempo, o técnico Ney Franco deu continuidade ao seu esquema para a partida. Como conseguiu segurar o jogo no primeiro tempo, o treinador, que precisava reverter a vantagem da Raposa, colocou o atacante Gustavinho no lugar do lateral Beto. E a estratégia deu resultado. Na sua primeira jogada, logo aos 11 minutos, o atacante tocou para Walter na esquerda. O armador foi à linha de fundo e cruzou para trás. Sem marcação, o jovem atacante Kanu apareceu para fazer 1 a 0.

Depois de abrir o placar, o Ipatinga recuou, compactando-se no meio-campo. Com isso, o Cruzeiro ganhou espaço e passou a pressionar. E, aos 34 minutos, Maurinho desceu pela direita e cruzou alto para a área. O atacante Fred dividiu com a defesa e, na tentativa de aliviar da área, o zagueiro Irineu chutou contra o companheiro. A bola acabou entrando contra o seu próprio gol. O árbitro Álvaro Azevedo Quelhas deu gol contra, por causa do envolvimento dos zagueiros Irineu e Charles na jogada.

Ficha técnica

Gols: Kanu aos 11 e Charles, contra, aos 34 minutos do segundo tempo.

Ipatinga: Rodrigo Posso; Luizinho, Willian, Irineu e Beto (Gustavinho); Fahel, Leandro Salino, Léo Medeiros e Paulinho; Walter (Charles) e Kanu. Técnico: Ney Franco.

Cruzeiro: Fábio; Maurinho, Edu Dracena, Marcelo Batatais e Athirson; Maldonado (Adriano), Diogo (Fábio Santos), Marabá e Kelly (Jean); Lopes e Fred. Técnico: Levir Culpi.

Renda: R$ 86.405,00. Público: 13.428 pagantes.