Roma – A intolerância continua presente no futebol italiano. Ontem, no Estádio Olímpico de Roma, alguns radicais torcedores da Lazio desafiaram as autoridades e colocaram bandeiras com os símbolos do fascismo e do nazismo na grade das arquibancadas. A atitude deve render punição ao clube.

Dentro de campo, a Lazio não teve dificuldade para bater o Livorno por 3 a 1, gols de Muzzi, Rocchi e do brasileiro César cobrando pênalti (Protti fez para os visitantes), e chegar aos 37 pontos.

Outro brasileiro a marcar ontem na Itália foi Mancini, que fez o terceiro da Roma nos 3 a 3 com a Udinese, em Udine. Chivu e Montella fizeram os outros gols romanos (7.ª, com 39). Para a Udinese (4.ª, com 49) marcaram Di Natali, Pinzi e Di Michele.

A Sampdoria manteve o quinto lugar (48) ao ficar no 0 a 0 com o Cagliari (8.º, com 39), na Sardenha.

O brasileiro Rodrigo Taddei também fez gol ontem no Italiano, o segundo do Siena nos 2 a 2 com o Lecce. Já Fábio Simplício fez o terceiro do Parma nos 3 a 1 da Reggina, que teve como autor de seu gol de honra o também brasileiro Mozart.

Nos outros jogos, o Atalanta fez 3 a 0 no Chievo e o Palermo bateu o Messina por 2 a 1.