Na estreia do técnico Mário Sérgio, mesmo sem jogar bem, o Internacional venceu o Náutico por 3 a 1 na noite desta quarta-feira, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, foi a 47 pontos e assumiu a terceira posição. Já o adversário continua em 18º, na zona do rebaixamento, com 26.

Atuando no 3-5-2 como havia anunciado Mário Sérgio, o Internacional procurou atacar desde o começo. No entanto, primava mais pela emoção do que pela técnica. E assim chegou ao primeiro gol aos 22 minutos, com Alecsandro, completando boa jogada de Guiñazu.

O Náutico, com muitos reservas, tentava surpreender. E o empate veio no contra-ataque, aos 40, quando Bruno Mineiro aproveitou falha da zaga e tocou na saída de Lauro. Mas antes que o jogo fosse ao intervalo, o Internacional voltou a abrir vantagem. Aos 47, D’Alessandro cobrou falta da intermediária e acertou o canto direito do goleiro Gledson.

Mesmo com a vantagem, o Internacional seguiu dominando o jogo no segundo tempo, contando sobretudo com a boa movimentação de D’Alessandro no meio-campo. O argentino acertou bonito chute aos 14 que passou raspando o travessão. Dois minutos depois, deixou Danilo livre na frente da área, que bateu para a defesa de Gledson.

Mas apesar do domínio, o futebol não empolgava a torcida. Precisando de um bom resultado para tentar sair da zona de rebaixamento, o Náutico foi para o ataque na metade final do segundo tempo e criou algumas boas oportunidades. Na melhor delas, aos 44, Asprilla recebeu cruzamento e, de cabeça, exigiu boa defesa de Lauro. Já nos acréscimos, aos 46, o Internacional chegou ao terceiro gol com Alecsandro, aproveitando passe de D’Alessandro.

Na próxima rodada, o Internacional recebe o Atlético Paranaense em Porto Alegre, no sábado, enquanto o Náutico enfrenta o líder Palmeiras em casa.

Ficha técnica

Internacional 3 x 1 Náutico

Internacional – Lauro; Bolívar, Danny Moraes e Fabiano Eller; Danilo (Maycon), Glaydson, Guiñazu, D’Alessandro e Kleber; Andrezinho (Edu) e Alecsandro. Técnico: Mário Sérgio.

Náutico – Gledson; Vágner, Negretti (Johnny) e Asprilla; Patrick, Nilson, Rudinei, Irênio (Torres) e Ânderson Santana; Bruno Mineiro e Élton (Márcio Barros). Técnico: Geninho.

Gols – Alecsandro, aos 22, Bruno Mineiro, aos 41, e D´Alessandro, aos 47 minutos do primeiro tempo; Alecsandro, aos 46 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – D’Alessandro e Kleber (Internacional); Negretti, Ânderson Santana e Élton (Náutico).

Árbitro – Wallace Nascimento Valente (ES).

Renda – R$ 186.725,00.

Público – 10.243 pagantes (11.688 no total).

Local – Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).