Embalado pela vitória de 3 a 2 sobre o Palmeiras, o Internacional recebe, hoje, às 16h, no Beira-Rio, o Figueirense, atual lanterna do Brasileiro. Sob o comando do técnico Celso Roth, o Colorado conseguiu driblar a crise, chegar aos 16 pontos e terminar a rodada do meio de semana entre os oito primeiros. Já o time catarinense, após conseguir vencer a primeira partida, voltou a amargar derrotas e luta para sair da zona de rebaixamento.

Os armadores Fabiano Costa e Carlos Miguel serão os reforços do Internacional, hoje. O primeiro está curado da lesão no tornozelo direito que o tirou dos últimos três jogos. O segundo cumpriu suspensão contra o Palmeiras. “A armação das jogadas vai ganhar qualidade, pois os dois são muito técnicos e experientes”, avaliou o técnico Celso Roth. Com o retorno dos dois, Clêiton Xavier volta à reserva e Claiton à lateral-direita.

Se terá o retorno dos dois principais destaques da equipe Fabiano Costa e Carlos Miguel , o Internacional sofrerá o desfalque do zagueiro Luís Alberto, autor do primeiro gol na vitória sobre o Palmeiras, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mas será substituído pelo autor do terceiro: Chris, que entrou faltando seis minutos para o fim e, em seu primeiro lance, marcou o gol da vitória

Apesar da derrota de 2 a 0 para o Vitória em pleno estádio Orlando Scarpelli, o Figueirense não deve mudar o time para enfrentar o Inter, exceto pela volta do experiente meia Edu Manga, que volta depois de cumprir suspensão, e pela ausência do cabeça-de-área Pires, que levou o terceiro cartão amarelo. O técnico Muricy Ramalho, que havia mudado o esquema 3-5-2 para o 4-4-2 antes da derrota para o Vitória, deve manter o esquema e escalar o meio-campo com Simplício ao lado de Marcinho na marcação.

Nas armações do ataque, que é formado por Tiago Gentil e Selmir, autor de dois gols contra o Fluminense no Maracanã, a dúvida fica na escalação de Marcelinho ou Fernandes ao lado de William.

Internacional x Figueirense

Local: Beira-Rio. Horário: 16h. Árbitro: Anselmo da Costa (SP)

Internacional: João Gabriel, Claiton, Chris, Ronaldo e Cássio; Alexandre, Márcio, Fabiano Costa e Carlos Miguel; Librelato e Fernando Baiano. Técnico: Celso Roth.

Figueirense: Édson Bastos, Paulo Sérgio, Márcio Goiano, André Luís e Lino; Simplício, Marcinho, William e Marcelinho (Fernandes); Thiago Gentil e Selmir. Técnico: Muricy Ramalho