Classificada às quartas de final da Liga dos Campeões, a Internazionale de Milão pode terminar a 29.ª rodada do Campeonato Italiano vendo o arquirrival Milan tomar a liderança, que a equipe dos brasileiros Júlio César, Maicon, Lúcio e Thiago Motta ocupa desde o início da competição. Isso porque a Inter voltou a tropeçar neste sábado, apenas empatando por 1 a 1 com o Palermo, fora de casa.

Sem vencer há três rodadas e tendo vencido somente um dos seus últimos seis jogos pelo Italiano, a Inter foi a 60 pontos, a apenas dois do Milan. O time de Ronaldinho Gaúcho joga neste domingo contra o Napoli, que briga nas posições intermediárias da tabela. Já o Palermo, do ex-são-paulino Fábio Simplício, aparece bem na briga por uma vaga na Liga dos Campeões, em quarto, com 47 pontos.

Com o adversário vivendo um bom momento no Italiano, a Inter teve que encarar a numerosa torcida do Palermo no Estádio Renzo Barbera. E as coisas pareciam ir bem para o time visitante quando Lúcio foi puxado na área logo no início do jogo. O árbitro marcou a penalidade e o argentino Diego Milito foi para a cobrança, fazendo 1 a 0 ainda aos 11 minutos.

Mas o empate dos anfitriões veio com 24 minutos. Em um vacilo da defesa da Inter, o Palermo entrou trocando passes e o uruguaio Cavani bateu já dentro da área, rasteiro, vencendo Júlio César. No restante do jogo, ambas as equipes tiveram bons momentos e criaram chances para conquistar a vitória. O empate, porém, persistiu no placar.

Ainda neste sábado pelo Italiano, a Roma contou com a atuação inspirada de Vucinic para vencer a Udinese por 4 a 2, em casa, e seguir na luta pelo título. O atacante montenegrino marcou três gols e deixou seu time em terceiro na tabela, com 56 pontos, também com a vaga na próxima Liga dos Campeões bem encaminhada. Já a Fiorentina venceu o Genoa por 3 a 0 e ainda briga pela Liga Europa.