Valência – A Inter de Milão também não viverá momentos tranqüilos contra o Valencia, na Espanha, também às 16h45 (de Brasília) e com transmissão da ESPN Brasil. Com o empate por 2 a 2 em Milão, a virtual bicampeã italiana (16 pontos à frente da Roma) precisa vencer uma equipe famosa por seu forte esquema defensivo, ou então, buscar um empate por mais de três gols para seguir na Liga dos Campeões.

E a tarefa de fazer gols não contará com a ajuda de Adriano, que sofreu uma lesão muscular no jogo contra a Udinese, na última quarta-feira, e teve o problema agravado no fim de semana. ?Adriano não joga, a lesão é mais grave do que pensávamos?, afirmou o técnico Roberto Mancini. ?Como eles não querem saber do 0 a 0, vamos ter mais espaço?, aposta o meia Vicente, do Valencia.

Roma e Chelsea

Em Lyon, a Roma joga em condição mais favorável do que a rival italiana. Com o empate sem gols em casa, bastará uma vitória simples ou qualquer igualdade com gols para eliminar o pentacampeão francês, que está com uma mão na taça do hexa, com 13 pontos a mais que o Lens. A equipe não perde pela Liga em Lyon há 18 jogos. ?Temos de ser pacientes?, avisa o meia Alou Diarra, do Lyon.

No outro jogo de hoje, o Chelsea recebe o Porto com a vantagem de poder segurar o 0 a 0, depois de um empate por 1 a 1 em Portugal. Mas o técnico José Mourinho não quer saber de retranca, e não se sente pressionado na disputa por uma vaga contra sua antiga equipe. ?A única pressão que sinto é a que me imponho a mim mesmo. Não aceito a pressão de outra gente. Não me deprimo?, disparou. Mourinho não teme nem a perda de emprego, já que seu contrato com o Chelsea vai até 2010.