A seleção inglesa estreará renovada nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, contra a Moldávia, em partida que será disputada nesta sexta-feira, às 15h45 (horário de Brasília), em Chisinau.

As muitas novidades na equipe, entretanto, não são necessariamente opção do técnico Roy Hodgson. Para o duelo da primeira rodada do grupo H, estão de fora o lateral-esquerdo Ashley Cole, o meia Adam Johnson e o atacante Wayne Rooney, todos lesionados. O zagueiro John Terry é dúvida para o jogo.

A seleção da Inglaterra ainda busca retomar o caminho dos grandes resultados, que começam a ficar distantes no histórico do país. Em 1990, pela última vez a equipe chegou às semifinais de Copa do Mundo. Seis anos mais tarde, alcançou a mesma fase na Eurocopa que disputou em casa.

Favorita na chave que além da Moldávia, ainda tem Montenegro, Polônia, San Marino e Ucrânia, o técnico Roy Hodgson já deixou o alerta ligado sobre possíveis surpresas, pedindo atenção redobrada. “Para mim, tanto faz se são a Moldávia. Para mim, poderiam chamar Brasil. Teremos que dar o nosso melhor para ganhar o jogo”, afirmou.

Entre os desfalques, Cole apresenta dores no tornozelo, Johnson sofre com problemas musculares e Rooney teve um corte profundo na perna. John Terry, com lesão no pescoço que o tirou da final da Supercopa da Europa, tem treinado com os companheiros e passará por avaliação. Outra dúvida é Andy Carroll, que sofre com dores musculares.

As opções de Hodgson para o duelo contra a Moldávia são Leighton Baines para a vaga de Cole, Oxlade-Chamberlain para o lugar de Johnson, e Welbeck na posição de Rooney. A dúvida técnica do treinador é no meio-campo ofensivo, entre Milner e Walcott.

A Moldávia disputa as Eliminatórias da Copa do Mundo desde 1998, sempre com resultados pouco expressivos. Quatro anos atrás, a ex-república soviética terminou o torneio qualificatório na última colocação de sua chave, que ainda tinha Suíça, Grécia, Letônia, Israel e Luxemburgo. Foram três empates apenas em 10 jogos.

Nas Eliminatórias para a Eurocopa a seleção moldava teve desempenho superior, vencendo três partidas – duas delas contra San Marino – e chegando a assustar a seleção holandesa em jogo na penúltima rodada da chave. No fim, os vice-campeões mundiais venceram por 1 a 0, com gol de Huntelaar.

No duelo que abre o grupo H, Montenegro e Polônia entram em campo nesta sexta-feira, às 15h30 (horário de Brasília), no Podgorica City Stadium, na capital montenegrina. Os anfitriões buscam repetir nas Eliminatórias para a Copa, o bom desempenho na qualificatória para a Euro 2012, quando ficaram na segunda colocação na sua chave – atrás da Inglaterra – e caíram na repescagem diante da República Tcheca.

Os poloneses, depois de garantir presença em duas Copas do Mundo consecutivas – 2002 e 2006 – foram uma das grandes decepções das últimas Eliminatórias ao terminarem em penúltimo na sua chave – atrás de Eslováquia, Eslovênia, República Tcheca e Irlanda do Norte.

Na última Eurocopa, que organizou conjuntamente com a Ucrânia, a Polônia decepcionou, caindo na primeira fase, o que culminou com a demissão do técnico Franciszek Smuda, que deu lugar a Waldemar Fornalik.

Prováveis escalações:

Moldávia: Namasco; Bulgaru, Racu, Epureanu e Armas; Gatcan, Patras, Covalciuc, Onica e Doros; Picusciac. Técnico: Ion Caras.

Inglaterra: Hart; Walker, Cahill, Terry e Baines; Lampard, Carrick, Gerrard, Milner (Walcott) e Oxlade-Chamberlain; Welbeck. Técnico: Roy Hodgson.

Árbitro: Paulus Van Bokel (Holanda), auxiliado pelos compatriotas Berry Simons e Angelo Boonman.

Estádio: Zimbru Stadium, em Chisinau (Moldávia).