Madri – Injustiça ou não, a imprensa espanhola mais uma vez pegou no pé de Ronaldo. Se o Real Madrid perde ou só empata, é culpa dele; se ganha, dizem ser por méritos dos outros. Ontem, um dia após a queda na Copa dos Campeões, reflexo do 0 a 0 com o Arsenal, o brasileiro enfrentou novo bombardeio.

Reclamaram da falta de brilho e da forma física do jogador, além de não aceitarem o fato de Ronaldo, assim como o francês Zidane, não cumprimentarem os torcedores madrilenos que foram ao Estádio Highbury. O motivo: ambos vêm sendo vaiados. Diplomático, o Fenômeno disse não ter sido chamado.

O jornal esportivo Marca salientou o espírito de luta apresentado pelo time. ?Os brancos (alusão à cor do Real) puseram coração?, trazia a matéria. Já sobre o camisa 9… ?Ronaldo fez uma péssima partida.? Criticaram também o técnico López Caro. Motivo? A escalação da dupla de ataque Raúl/Ronaldo.

O brasileiro evitou polemizar. Mas também não aceitou ser considerado o único culpado pela eliminação. ?Lutamos por este sonho, mas não tivemos sorte. Todos temos culpa pela eliminação: os atacantes por não marcarem os gols e o resto do time por permitir o do Arsenal (1 a 0 no jogo de ida). Somos uma equipe, estou aqui para somar e não para dividir.?

Fim dos galácticos?

Um tema bastante abordado pela imprensa espanhola foi o fim da era dos ?galácticos? do Real Madrid. Cobraram, insistentemente, a reformulação do elenco por parte do novo presidente, Fernando Martín. ?Real Madrid enterra um ciclo em Highbury? foi a manchete do El País. O El Mundo pediu revolução no clube e novas eleições.

A alegação dos jornais é de que a velha guarda do time não consegue obter bons resultados e títulos. Os veteranos citados são: Ronaldo, Zidane, Roberto Carlos e Raúl. Cobram a escalação dos jovens do clube, entre eles, Soldado e Robinho.