O Brasil fechou a etapa portuguesa da Copa do Mundo de Ginástica Artística, encerrada neste domingo, em Anadia, com um bronze conquistado por Diego Hypolito na prova do salto. O ginasta já havia faturado o ouro no solo no último sábado e, ao subir novamente ao pódio, fez o País terminar a competição com 5 medalhas.

No sábado, por sinal, os brasileiros obtiveram outras três medalhas, sendo duas delas de ouro. Uma com o campeão olímpico Arthur Zanetti, nas argolas, e outra com Jade Barbosa, no salto, prova em que Adrian Gomes ficou com o bronze.

Neste domingo, Hypolito acabou ficando com o bronze ao optar por realizar saltos de grande dificuldade, com altas notas de partida. No fim, ele somou 14,825 pontos e foi superado pelo chileno Enrique Sepulveda, ouro com 14,925, e pelo ucraniano Igor Radivilov, prata ao contabilizar 14,837.

Antes de ficar com o bronze, Hypolito havia sido o segundo colocado nas eliminatórias do salto realizadas na última sexta. Desta forma, ele acabou tendo uma ligeira queda de rendimento na final deste domingo. Entretanto, deixou a competição no lucro, com duas medalhas.

Já a brasileira Jade Barbosa, que inicia um novo ciclo olímpico após ter ficado fora da Olimpíada de Londres ao não entrar em acordo com a Confederação Brasileira de Ginástica por causa do uso de patrocínios no uniforme da atleta e a cessão de sua imagem durante os Jogos, neste domingo acabou fracassando na tentativa de conquistar mais duas medalhas para o Brasil em Anadia.

Na final da trave, Jade amargou uma quarta posição, depois de ter sido a terceira colocada nas eliminatórias da prova. Ela somou 14,025 pontos e ficou um pouco distante até da romena Diana Bulimar, bronze com 14,650. O ouro, por sua vez, também ficou com uma ginasta da Romênia, Larisa Iordache, com 15,650, enquanto a prata foi conquistada pela chinesa Shang Chunsong (15,150).

Na final do solo, Jade foi a oitava e última colocada ao somar apenas 13,600 pontos. Ela chegou a melhorar em um décimo a sua pontuação em relação às eliminatórias da prova, mas ficou bem atrás das ginastas que subirão ao pódio, também mais uma vez quase todo dominado pelas romenas Iordache e Bulimar, que dividiram o ouro ao contabilizarem os mesmos 14,650 pontos. Shang Chunsong, por sua vez, subiu novamente ao pódio, agora com o bronze ao alcançar 14,125 pontos – neste caso na ginástica, não há medalhista de prata.