Bom público compareceu ao Tarumã na última sexta-feira proporcionando ótimo movimento de apostas – R$ 307. 472,51. O Clássico ABCPCC (L), que contava com apenas cinco inscrições foi prejudicado por dois forfés, mas teve chegada sensacional Hurry Ski ganhou por cabeça, mas como prejudicou Amadeus, foi justamente desclassificado.

Amadeus, de criação e propriedade do Haras Xará/Mineral Park, foi apresentado por Pedro Nickel Filho e dirigido por Emerson Gonçalves Cruz.

Outras provas

Pimenta Vermelha estreou vencendo de ponta a ponta o primeiro páreo, sem ser ameaçada por Veruska di Job e West Site, que chegaram nas posições imediatas. A vencedora, do Stud AML, sob os cuidados de Júlio César, recebeu a direção de Valmir Rocha.

Don Melchor, de criação e propriedade da Coudelaria Baptista, confirmou seu favoritismo. Assumiu na entrada da reta e, no final defendeu-se do ataque de Ouro de Ponta. O vencedor, treinado por Márcio Ferreira Gusso, recebeu tranqüila direção de João Moreira.

Ginetasso, do Stud Rafaela, com mais uma ótima atuação, venceu a terceira prova, decidindo a corrida nos 200 finais, com os favoritos John Hills e Hot Hoop nas posições imediatas. O vencedor, preparado por Sérgio Loezer, recebeu direção de Bruno Ardiles.

Que Storn, do Stud Mandrake, confirmou seu favoritismo na quarta prova. Sagitarius correu na ponta, mas na reta foi dominado por Que Storm, enquanto Aricanduva formou a dupla dominando Tara nos metros finais. O vencedor, apresentado por Ivo Oliveira, recebeu a direção de José Marcelo Ventura.

Fortune Hunter venceu a quinta prova, marcando a segunda vitória do Stud Rafaela e do treinador Sérgio Loezer. Depois de dominar Kraps, seguiu até o final, com Elysio na segunda colocação.

A sétima prova foi vencida por Shoei, que atropelou na reta de chegada, dominando Zico Gringo e Jolly Jim, que terminaram nas posições imediatas. Shoei, do Haras Cifra, apresentado por Amilton Aquino Farias, recebeu a direção de Rafael Oliveira.

Mimoso, de propriedade do treinador Júlio César de Moura Rosa, venceu a oitava prova, dirigido por Roberto Coral. Depois de dominar Bacana Danz, destacou-se na ponta e venceu com autoridade, chegando a seguir Rob Boy e Sans Souci.

Sol da Toscana, que atravessa boa fase, venceu a nona prova derrotando Diorissimo de Dior, com Flying Dancer na posição imediata. Preparado por Sérgio Loezer e dirigido por Bruno Aquiles, marcou a terceira vitória do Stud Rafaela.

Writer Song, do Stud Britania, venceu a penúltima prova, pois correndo muito no final, derrotou Poderosa Gloria, com Viaregio di Job na terceira colocação. O ganhador foi apresentado em boa forma por Rui Floriano da Silva e dirigido por Francisco Anderson.

Somarin, figurando sempre entre os primeiros, ganhou a prova de encerramento, derrotando com autoridade a favorita Noite de Verão. O defensor das cores de Ronaldo Carlos Benini, apresentado por Valdenir Mirada, recebeu precisa direção de Roberto Cora.