Em uma sessão de treinos que acabou sendo encurtada por causa de um vazamento de diesel no traçado do Autódromo de Sochi, quem se deu melhor foi Nico Hulkenberg. O alemão da Force India liderou a primeira atividade do GP da Rússia, a 15ª etapa da temporada 2015 da Fórmula 1.

A primeira meia hora da sessão de 90 minutos foi perdida enquanto se realizava o trabalho de limpeza da pista em razão do derramamento de combustível por um veículo de serviço. Assim, o primeiro treino livre em Sochi teve, efetivamente, apenas uma hora de duração.

Além disso, nas primeiras voltas, a pista estava muito escorregadia, o que impedia os pilotos de tirarem todo o potencial dos seu carros. E uma chuva fraca ainda atingiu o circuito russo nos minutos finais do treino. Diante desse cenário quem se deu melhor foi Hulkenberg ao registrar a melhor volta da atividade em 1min44s355.

A sua vantagem para o segundo colocado, o alemão Nico Rosberg, foi mínima, de apenas 0s052, com o piloto da Mercedes tendo marcado 1min44s407. E a relação dos três mais rápidos do primeiro treino livre para o GP da Rússia foi completada por outro piloto alemão, Sebastian Vettel, que marcou 1min44s986 com a sua Ferrari. Assim, foi o último piloto a fazer uma volta em menos de 1min45.

Companheiro de equipe de Hulkenberg, o mexicano Sergio Pérez também fez um bom treino e garantiu o quarto lugar com o tempo de 1min45s146, sendo seguido pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, com 1min45s233, na quinta colocação, à frente do espanhol Carlos Sainz Jr., da Toro Rosso.

Líder do campeonato e vencedor do GP da Rússia em 2014, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, ficou apenas na sétima colocação. O finlandês Valtteri Bottas, da Williams, foi o oitavo mais rápido, com a relação dos dez primeiros colocados sendo completada pelo holandês Max Verstappen, da Toro Rosso, e pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Vivendo uma péssima temporada, a McLaren chegou a ocupar as primeiras posições da atividade em Sochi nos minutos iniciais, quando as condições do asfalto não eram as melhores e os principais carros optavam por não participar da atividade. Mas, mais uma vez, a equipe inglesa ficou distante das primeiras posições ao fim do treino, com o inglês Jenson Button em 11º lugar e o espanhol Fernando Alonso na 14ª colocação.

Entre eles, ficaram os dois pilotos brasileiros da Fórmula 1. Felipe Massa, da Williams, foi apenas o 12º mais rápido, com 1min46s333, sendo quase dois segundos mais lento do que Hulkenberg. Já Felipe Nasr, da Sauber, veio logo atrás, na 13ª colocação, com 1min46s747.

O GP da Rússia será disputado neste domingo, com largada prevista para as 8 horas (de Brasília).