São Paulo (AE) – Hélio Castroneves tem duas corridas – Sonoma e Chicagoland – para superar três ex-campeões da Indy Racing League e ficar com o título. Ele acha que tem mais chances que Sam Hornish Jr. (da mesma equipe, a Penske) no domingo que vem, no misto de Sonoma, na Califórnia. Acredita que terá uma boa chance para voltar à liderança.

Depois de 12 das 14 corridas do ano, o bicampeão (2001/2002) Hornish está na frente com 418 pontos (Helinho vem em segundo com 411). Outros candidatos são os campeões Dan Wheldon (2005) com 394 e Scott Dixon (2003) com 385. Dos quatro, só Helinho ainda não conquistou um título da IRL. Por isso mesmo, acha que é a sua vez. ?Estou com esse objetivo desde o começo do ano. A corrida no misto onde ando mais do que os outros pode ser essencial?, diz.

Helinho julga fundamental abrir alguma vantagem em Sonora para chegar mais tranqüilo na última corrida, no oval de Chicagoland, onde nunca venceu – como Hornish em 2002 e 2003 e Wheldon em 2005.

As chances de que o campeonato termine no próximo domingo são muito remotas, de acordo com a retrospectiva do campeonato. Seria preciso que Hornish ganhasse a corrida e seus seguidores não marcassem pontos. Assim, com diferença superior a 53 pontos, o norte-americano seria tricampeão. ?Estou aqui para impedir isso?, diz Helinho.